João Mércio Gomes
17/01/2018
03:15
Rio de Janeiro (RJ)

O Fluminense estreia no Carioca nesta tarde, às 16h30,  com um grupo todo improvisado. A segunda parte da delegação, que desembarcaria no Rio nesta manhã, teve o voo atrasado no aeroporto de Miami e não conseguirá chegar a tempo. Assim, tendo à disposição apenas dez atletas do elenco profissional no momento, Abel completará o time titular e todo o banco com nove garotos recém-eliminados da Copinha.

São eles: os volantes Caio e Resende, o lateral João Vitor, o zagueiro Alex, o meia Pedrinho e os atacantes Ramon, Evanilson, Patrick e Dudu. Os nove garotos foram selecionados para treinar na tarde desta terça-feira com o primeiro grupo que voltou de Orlando, que não forma um time completo. O problema é que, juntando os 19 atletas disponíveis, não há um lateral-direito ou goleiro reserva.

'Uma coisa que ficou muita clara é que não temos um grupo formado ainda. Especialmente, em números' - disse Abel Braga após derrota na Florida Cup

Quando os garotos de Xerém foram escolhidos, Abel ainda não sabia do atraso do voo. Por isso, não pensou em chamar Heitor, goleiro da Copinha, pois contava com a volta de Marcos Felipe. No caso da lateral, as três opções do elenco profissional estão voltando nos Estados Unidos: Gilberto, Mateus Norton e Diogo - os dois últimos seriam relacionados.

Caso não convoque nenhum outro garoto na manhã desta quarta, a solução será improvisar o atacante Dudu. Ele nunca atuou na posição, mas quebrou galho pela direita na atividade realizada no CT Pedro Antonio. No sub-20, há ainda outras duas opções: Gabriel Fonseca, que lesionou a clavícula, e Wisney, que voltou do Samorin e treina com o restante da categoria em Xerém.

- A estreia, com certeza, será um jogo muito complicado para nós. Vamos chegar em condições bem melhores para o jogo contra o Botafogo. Contra o Boavista, não vamos ter uma equipe titular, mas vamos buscar o melhor resultado possível - afirmou Abel, ainda em Orlando.

O LANCE! explica qual a situação de cada atleta do elenco e a provável escalação da estreia contra o Boavista, nesta tarde:

- Marcos Felipe, Renato Chaves, Gum, Ibañez, Gilberto, Richard, Douglas, Sornoza, Marlon, Marcos Júnior, Henrique Dourado, Marcelo, Diogo, Mateus Norton, Jadson e Pablo Dyego estão no voo atrasado de Miami.

-
Júlio César, Frazan, Reginaldo, Ayrton, Luiz Fernando, Marlon Freitas, Lucas Fernandes, Robinho, Romarinho e Pedro são os atletas profissionais relacionados para a partida. Treinaram no CT nesta terça.

-
Caio, Resende, João Vitor, Alex, Pedrinho, Ramon, Evanilson, Dudu e Luan Patrick foram escolhidos por Abel após completarem o treino com os profissionais. Dudu, que pode ser improvisado, é o único que não atuou - por opção do treinador Marcelo Veiga.

​- Heitor, Guilherme Boer, Wisney e Gabriel Fonseca, goleiros e laterais do sub-20, estão com o restante da categoria em Xerém. O último, lesionado.

Provável escalação.
Abel só tem 10 jogadores do elenco profissional na mão.

No banco:
​Zagueiro: Alex
Lateral-esquerdo: Joao Vitor
​Volantes: Caio e Resende
​Meia: Pedrinho
Atacantes: Ramon, Evanilson, Patrick Luan

​Nunca ouviu falar nos garotos? Saiba quem são:

Ramon
O principal destaque da equipe na Copinha. Fez dois gols em velocidade e foi referência nas bolas paradas. É canhoto, ágil e gosta de chutar pro gol. Joga nas posições de Robinho e Romarinho, nos dois lados. É um dos que está mais perto de ser integrado e vez ao profissional.

Caio
Volante de muita força física, com alta estatura e desarmes duros. Fez dois gols em jogadas de bola aérea na competição. É quem mais está preparado para atuar nos profissionais, mas tem a concorrência de Marlon Freitas e Luiz Fernando - além de Richard, não relacionado.

Evanilson
Atacante de lado, foi improvisado como camisa 9 na Copinha. Não tem cacoete para posição, mas se virou como pôde. Tem força física, velocidade e bom arranque no um contra um. Mas precisa aprimorar a finalização se quiser ser substituto de Pedro no elenco profissional. Deve ser utilizado pelos lados, na posição de Robinho.

Pedrinho
Características parecidas com Scarpa. Também é criador, porém mais franzino. Por voltar de lesão, não foi titular nos dois primeiros jogos da Copinha. Utiliza mais do passe refinado com a perna esquerda e da leveza para fugir da marcação. Ainda não está pronto para aguentar o tranco na elite do futebol.

​Resende
Nascido em 2000, é o mais novo do grupo. Era o grande nome do sub-17 no ano passado, mas perdeu pênalti decisivo na Copa do Brasil da categoria. Mesmo assim, subiu, furou fila e foi titular na Copinha. Tem apenas três jogos pelo sub-20, com duas derrotas.

Patrick Luan
O centroavante herdou a camisa 9 do sub-20 desde que Felipe (recuperando-se de cirurgia no joelho) subiu ao profissional. No entanto, não conseguiu se manter como titular e perdeu espaço no Brasileirão sub-20. Na Copinha, ficou no banco - Marcelo Veiga preferiu improvisar Evanilson. Na Primeira Liga de 2017 teve alguns minutos com Abel Braga, que 'tirou suas fraldas'. Lembra?

Alex
Zagueiro titular da Copinha, que protagonizou cena inusitada: parou contra-ataque com um tapa nas costas do atacante adversário e levou cartão vermelho. A expulsão contribuiu com a derrota da equipe no segundo jogo da Copinha e, suspenso, não atuou no terceiro.

João Vitor
​Lateral-esquerdo, foi discreto na maior parte do tempo na Copinha. Em um dos lances contra o Tubarão, mostrou habilidades: elástico para o meio e cruzamento de letra para área. Herdou a titularidade com a saída do capitão Mascarenhas, emprestado ao Botafogo-SP para disputa do Paulistão.

Dudu
O único não inscrito na Copinha deve ser o titular nesta tarde, improvisado na lateral-direita, onde nunca atuou. O atacante era reserva de Patrick Luan na Copa RS, mas entrou nos jogos e chegou a marcar na competição.