Bangu x Fluminense

O meia Cícero, do Tricolor, tenta passar pelos marcadores em Edson Passos (Foto: Wagner Meier/Lancepress!)

Patrick Monteiro
30/03/2016
21:30
Mesquita (RJ)

Tão fácil quanto bloquear a passagem de um cachorro era vencer o Bangu, lanterna da Taça Guanabara. Mas, em Edson Passos, teoria e prática não se misturaram. A noite desta quarta-feira começou com algo inusitado: um cão entrou no gramado minutos antes de a bola rolar, saindo apenas sozinho, já que ninguém conseguiu segurá-lo. E terminou com um triunfo sofrido do Fluminense, no confronto da quarta rodada da Taça Guanabara: 1 a 0, gol de Gustavo Scarpa. Mas triunfo este que colocou o Tricolor na vice-liderança, com oito pontos.

Demorou 22 minutos para que o Tricolor - que, apesar de ser visitante na tabela, sentiu-se em casa - soltasse o primeiro grito de "quase" de seus aficionados. Um cruzamento de Gustavo Scarpa recebeu o desvio de Osvaldo, na segunda trave, mas não tomou a direção da rede. Susto semelhante foi proporcionado por Fred, pouco depois, em um chute prensado que "queria" beliscar o poste.

Nas Laranjeiras, tem sido rotina ver Henrique e Gustavo Scarpa treinarem faltas junto com outros jogadores. Então, se o árbitro assinala a infração, lá estão os dois lá para baterem na bola. Na primeira chance, o meia tentou e só não acertou o alvo porque Célio Gabriel voou para espalmar.

"Mandante", o Bangu não abdicava de jogar, apesar da superioridade técnica do oponente, mais nítida ainda na posse de bola. Em eventuais avanços, os alvirrubros travavam na hora do último toque.

O Fluminense veio para a segunda etapa modificado. Marcos Junior e Douglas foram as novidades. E o primeiro precisou de dois toques na bola para finalizar raspando na trave.

Conhecido por enfrentar o Flu pelos rivais Botafogo e Flamengo. Almir acertou a rede, só que do lado de fora, em cobrança de falta. Quem conseguiu guardar a redonda no lugar certo foi Scarpa, que dividiu com Guilherme para alcançar o cruzamento de Marcos Junior e atrapalhou o lateral, que fez contra, aos 13, mas o árbitro deu o gol para o jogador tricolor. O lance foi "repetido" mais tarde, porém sem o mesmo desfecho.

Em busca do resultado, o Bangu, que apostava nos contra-ataques, passou a se lançar ao campo de defesa do Flu. Sem sucesso. Com a vitória, o Tricolor chegou aos oito pontos em quatro jogos. No sábado, os comandados de Levir medem forças com o Madureira em Macaé.

BANGU 0 X 1 FLUMINENSE


Data/Hora: 30/3/16  - 19h30
Estádio: Giulite Coutinho, em Mesquita (RJ)
Público/Renda: 3.304 (2.558 pagantes) / R$ 52.165,00
Árbitro: Elton Azevedo
Auxiliares: Jackson Lourenço Massara e Daniel do Espírito Santo
Cartões Amarelos: Giovanni Carioca (BAN) e Gustavo Scarpa (FLU)
Gols Gustavo Scarpa (13'/2°T, 1-0)

BANGU: Célio Gabriel, Léo Garcia (Marlon, 37'/2°T), Rafael Henriques, Arthur Sanches e Guilherme; Giovanni Carioca, Junior, Magnum e Almir; Igor Goulart (Carlinhos, 23'/2°T) e William Amendoim (Mauro Silva, 23'/2°T). Técnico: Mário Marques.

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Jonathan, Henrique, Gum e Wellington Silva; Pierre, Cícero, Gerson (Douglas, intervalo) e Gustavo Scarpa; Osvaldo (Marcos Junior, intervalo) e Fred (Magno Alves, 29'/2°T). Técnico: Levir Culpi.