Marquinho e Wellington

Marquinho durante atividade no CT Pedro Antônio (Foto: Nelson Perez/Fluminense)

Matheus Dantas
11/11/2016
09:00
Rio de Janeiro (RJ)

Faz tempo. A última vitória do Fluminense foi em 1º de outubro, contra o Sport, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. De lá para cá foram seis rodadas, dois empates e quatro derrotas. O período coincidiu com a abertura do G6, garantindo aos seis primeiros colocados do Brasileirão a vaga na Libertadores. Na época do anúncio da CBF, o Tricolor era o quinto lugar. Agora já é o nono.

O meia Marquinho comentou a situação do Fluminense, que, por conta da péssima sequência de resultados, sofreu uma mudança no comando técnico: saiu Levir Culpi, entrou Marcão. O ex-volante comandará a equipe nas quatro rodadas que restam para o fim do Brasileirão e da temporada tricolor.

Na visão do camisa 77, não houve acomodação no elenco por conta do título da Primeira Liga. O que aconteceu, para Marquinho, foi uma falta de encaixe entre os jogadores e o ex-treinador Levir Culpi, além de um relaxamento pela abertura do G6 no Campeonato Brasileiro.

- Estávamos nos cobrando bastante nas últimas semanas. Nós precisávamos de uma mudança dentro do grupo de jogadores, não deu liga com o treinador. E que a culpa não seja só dele ou nossa. A culpa é de todos. Não conseguimos montar um time muito forte. Qualidade tinha de ambas as partes - afirmou Marquinho após o treino físico de quinta-feira, antes de completar:

- Com a questão do G6, aumentou a chance e todos ficaram: 'dá para queimar uma gordurinha'. Todo mundo que relaxou um pouco. A gente tentou se cobrar mas não conseguiu colocar em campo. Acho que nesses três treinamentos com o Marcão já mudou um pouco - declarou o camisa 77 do Fluminense.

Mesmo com a péssima sequência no Brasileirão, o Fluminense segue na disputa pela vaga na Copa Libertadores. Apenas três pontos separam o Tricolor, agora comandado por Marcão, do Atético-PR, o atual sexto lugar. 

Os clubes se enfrentam na próxima terça-feira, dia 15, no Maracanã, às 17h. O confronto direto pela Libertadores é válido pela 35ª rodada do Brasileirão.