Mário Bittencourt

Mário Bittencourt, vice-presidente de futebol do Fluminense (Foto: Divlugação)

Matheus Babo
04/11/2015
13:00
Rio de Janeiro (RJ)

As declarações do vice-presidente de futebol do Vasco, José Luis Moreira, sobre as ajudas do Cruz-Maltino ao Fluminense em outras disputas de Campeonato Brasileiro não pegaram bem nas Laranjeiras. Nesta quarta-feira, o vice de futebol tricolor, Mário Bittencourt, respondeu ao dirigente vascaíno e argumentou contra os insinuações feitas por Zé Luis:

- É a perigosa questão sobre uma 'mentira repetida mil vezes que vira verdade'. Obviamente que o Fluminense não deve nada ao Vasco. As pessoas sabem os motivos pelos quais teve a Copa João Havelange. Em 1996 também não teve ajuda. Com relação a isso, lamentamos a entrevista dele, lamentamos a repetição dessa mentira, e nós aproveitamos agora essa oportunidade aqui para poder deixar muito claro que o Fluminense jamais teve qualquer tipo de ajuda.

Até o fim do Campeonato Brasileiro, o Fluminense ainda enfrenta dois concorrentes diretos do Vasco na briga contra o rebaixamento: Avaí, no Maracanã, e Figueirense, no Orlando Scarpelli. O dirigente tricolor afirma que o clube vai entrar nos cinco jogos que lhe restam para vencer os jogos, independentemente de quem saia favorecido ou não nesta situação:

- Com relação às partidas que nos restam, queremos terminar o campeonato de maneira vitoriosa, independentemente do que aconteça. Ouvi muito naquela época de 1996, que o Fluminense caiu por sua conta e risco. O Fluminense vai entrar em campo para vencer os jogos, e quem ficar ou cair na Primeira Divisão, vai ter ficado ou caído por seus méritos ou deméritos. Ainda visualizamos, quem sabe com cinco vitórias, possamos até atingir uma vaga direta nas oitavas de final da Copa do Brasil. Acho que não tem que haver nenhum tipo de registro nesse sentido, e o Fluminense entra em campo sempre para vencer.