Marcão - Fluminense

Marcão assumiu a função de treinador de forma interina, após saída de Baptista (Foto: Paulo Sérgio/Lancepress!)

Patrick Monteiro
01/03/2016
12:42
Rio de Janeiro (RJ)

Treinos não são novidades. Mas partida entre profissionais será a primeira vez pelo clube. Nesta quarta-feira, às 21h45, no Eduardo Guinle, Marcão estará no banco de reservas do Fluminense na função de treinador. O Tricolor das Laranjeiras visita o Friburguense em um jogo que pode ser decisivo para a ambição de ambos no Campeonato Carioca. Por isso, a ordem é não vacilar.

- Fluminense a cobrança é diária. Num momento como esse, a gente olha na tabela, estamos todos incomodados. A família de todos está preocupada. Temos a certeza de que vamos fazer o nosso melhor. Fazer o Fluminense entrar realmente nesse Campeonato Carioca - disse o auxiliar, que, após a demissão de Eduardo Baptista, virou técnico até que o clube defina o nome de seu novo comandante.

Embora o trabalho seja inédito nas Laranjeiras, Marcão acumula passagens como treinador por Bangu, Bonsucesso e River-PI. Experiências suficientes para ele expor suas ideias sobre a responsabilidade.

- A leitura que temos hoje do futebol é marcação forte e sair em intensidade. As equipes que estão na frente conseguem passar com muita intensidade. E, se você não consegue, perde as partidas - observou.

Questionado se já pensou em um dia ser efetivado no cargo, o ex-volante disse que prefere se concentrar apenas na próxima página a ser escrita pelo Fluminense neste Estadual. E ela é de extrema importância. Quarto colocado do Grupo A, o Tricolor precisa vencer as duas últimas partidas (contra Friburguense e América) para não depender de outros resultados e garantir sua vaga na etapa seguinte do torneio.

- Calma (risos). Deixa quarta-feira. Não estou nem dormindo direito... Sou funcionário do clube, tínhamos que ajudar o presidente nesta situação. Acredito que tem que ser dessa forma - afirmou.

Além do Flu (4º), Cabofriense (5°) e Portuguesa (6°) possuem o mesmo número de pontos na chave: sete. Os quatro primeiros de cada grupo avançam.