Torcida do Fluminense

Torcida do Fluminense fez bonita festa no Giulite Coutinho em 2016 (Foto: Divulgação/Fluminense)

Matheus Dantas
30/12/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

Com a indefinição sobre a concessão do Estádio do Maracanã, o Fluminense já se movimenta para disputar o Campeonato Carioca de 2017 no Giulite Coutinho, em Mesquita. A direção tricolor já enviou uma notificação o América, dono do estádio em Edson Passos, com a intenção de prorrogar o atual contrato de locação, válido até 31 de dezembro.

Além da situação incerta do Maracanã, o Flu optará pelo Giulite Coutinho por uma questão econômica. Adotado como casa tricolor no segundo semestre de 2016, Edson Passos recebeu nove partidas do Tricolor, e os resultados esportivos e financeiros foram positivos.

Apesar de não ter grandes rendas – o estádio suporta pouco mais de 12 mil torcedores -, a chance de prejuízo como mandante é mínima, diferente do Maracanã, que tem um custo elevado de operação. Assim, como os jogos do Estadual não têm atraído grandes públicos nas últimas edições, a cúpula tricolor entende que o Giulite Coutinho é capaz de atender a demanda do Campeonato Carioca. A média tricolor no estádio foi de 6.908 pagantes e renda de R$ 22.858.

A presidência do América já está com a proposta do Fluminense em mãos e avalia as condições para a prorrogação do acordo. O clube não deve impor dificuldades e a parceria com o Tricolor das Laranjeiras deve seguir em 2017. O novo contrato será válido até 31 de maio. Além disso, os orgãos responsáveis precisarão fazer uma nova vistoria para liberar o uso do estádio.