Treino do Fluminense - Gun e Henrique

Henrique e Gum são os titulares do Flu atualmente (Foto: Paulo Sérgio/Lancepress!)

LANCE!
24/08/2016
18:50
Rio de Janeiro (RJ)

A defesa do Fluminense passa por um bom momento e é a melhor do Campeonato Brasileiro, sofrendo apenas 18 gols nas 20 partidas. Apesar disso, o técnico Levir Culpi admite que talvez possa haver uma mudança no setor em caso de necessidade.

A nova formação seria utilizar três zagueiros e trabalhar com Gum, Henrique e Renato Chaves. Especialistas do LANCE! analisaram a possível mudança que o treinador pode, eventualmente, promover na equipe. 

Luiz Signor, repórter do LANCE!

- Não entendo ser necessário modificar o esquema para o 3-5-2. Gum e Henrique conseguiram se entrosar, apesar dos ainda costumeiros sustos que proporcionam, e o Fluminense passou a ter a defesa menos vazada do Brasileirão, algo que poderia soar como surreal no início do Brasileirão. A entrada do Renato Chaves, por exemplo, poderia prejudicar o posicionamento de Gum e Henrique em campo em um primeiro momento. Creio que seria necessário um tempo para o trio ganhasse entrosamento. A missão principal do Levir é garantir um aproveitamento maior para o ataque.

Matheus Dantas, repórter do LANCE!

- Levir Culpi só colocará em campo a formação com três zagueiros em uma situação extraordinária. Como o próprio técnico afirmou, é uma situação de jogo que é testada apenas para o elenco não seja pego de surpresa durante alguma partida. Além disso, o setor defensivo tem correspondido com a atual formação. Mesmo que queira liberar mais os laterais, o que aconteceria com três zagueiros, os titulares William Matheus e Wellington Silva não chegam ao ataque com tanta qualidade para justificar uma alteração do esquema que vem dando certo.