Eduardo Baptista - Fluminense

Eduardo Baptista durante treino do Fluminense (Foto: Wagner Meier/Lancepress!)

LANCE!
15/11/2015
10:25
Rio de Janeiro (RJ)

Desde que chegou ao Fluminense, no fim de setembro, o técnico Eduardo Baptista teve pouco tempo para treinar. Irregular no Campeonato Brasileiro e vivo em fases decisivas da Copa do Brasil, o treinador optou pela repetição do time e só pôde observar alguns jogadores por motivos de força maior, como lesões e suspensões.

Eliminado da Copa do Brasil e tranquilo no Brasileirão, Baptista utilizou a última semana, livre para treinamentos por conta dos jogos da Seleção Brasileira nas Eliminatórias, para fazer algumas experiências no time. Nomes como os zagueiros Artur e Ygor Nogueira foram testados no lugar de Marlon, que está servindo a Seleção Olímpica. O volante Willian foi quem mais se destacou treinando na vaga de Jean, que vem realizando trabalhos específicos e não participou de nenhum treino na semana.

– Desde que cheguei, dei oportunidade para muitos jogadores, até por lesão e suspensão dos titulares. O Artur é um menino que ainda não jogou, mas vem treinando bem. O Willian é outro que já coloquei algumas vezes e merece ser observado com calma – disse o treinador tricolor, ao LANCE!

Titular com Eduardo Baptista, o volante Pierre, que foi bem no jogo-treino contra o Bonsucesso, falou sobre essas experiências:

– O professor tem testado algumas formações, colocado opções diferentes. O Cícero tem uma boa chegada na frente, é a sua característica. Deu certo no jogo-treino e ele fez dois gols. Nossa missão é dar estabilidade e proteção. Agora é o Eduardo Baptista quem define a melhor opção para escalar o time.

Pensando em 2016, o tricolor também quer tirar suas conclusões sobre quem jogará ano que vem.