Ponte Preta x Fluminense - Gustavo Scarpa

Scarpa caiu de rendimento, assim como todo time do Fluminense (Foto: Ricardo Moreira/Fotoarena/LANCE!Press)

RADAR/LANCE!
22/11/2016
17:14
Rio de Janeiro (RJ)

Gustavo Scarpa tem apenas 22 anos, mas já carrega um enorme peso com a camisa do Fluminense. Maior garçom e vice-artilheiro do Flu no Brasileirão, ele é o principal nome do Tricolor na temporada. No entanto, a fase ruim da equipe também tem se refletido em seu futebol.

Após a saída de Fred das Laranjeiras no início de junho, o meia se tornou a referência e chegou a decidir jogos para a equipe que agora é comandada por Marcão. Especialistas analisaram a queda de rendimento do jogador. 

Duílio, ex-zagueiro do Fluminense, campeão do Brasileiro de 1984 e do Carioca de 1983 e 1984

- O rendimento do Scarpa começou a cair porque, com a saída do Fred, começaram a jogar tudo nas costas dele. O camisa 10 bate escanteios, faltas, só falta bater os laterais.  

É muito para ele e ninguém está dividindo a responsabilidade. Tudo está caindo em cima dele e acredito que ele tenha sentido. A partir da não convocação para a Seleção Olímpica, ele caiu e o rendimento do time também não é bom.

Luiz Signor, repórter do LANCE!

- Scarpa é o único jogador capaz de pensar algo diferente no Fluminense e, com isso, tenta executar as jogadas que nenhum jogador é capaz de fazer. Isso explica, por exemplo, os erros que têm cometido.

O problema é que ele é apenas um. Fica sobrecarregado, a companhia não é a ideal e ainda é obrigado a preencher determinado setor do campo. Scarpa precisa ter liberdade, precisa atuar na faixa do campo que se sentir mais à vontade. O time precisa ser montado para que ele jogue.

2/07/2015 - Gustavo Scarpa e Fred durante jogo do Fluminense
Fred e Scarpa no Flu (Foto: Nelson Perez/Fluminense F.C.)

Washington, ex-atacante do Fluminense, campeão brasileiro em 2010

- O Scarpa caiu de rendimento assim como toda equipe. O Fluminense vem fazendo algumas partidas ruins além da expectativa dos torcedores, principalmente para um time que está lutando por uma vaga na Libertadores. O Gustavo era o principal jogador do time, mas não conseguiu manter a sua qualidade e acompanhou essa queda do time.

Todo time precisa de um ídolo, ter o jogador que faz a diferença. Com o Fred o Scarpa já estava fazendo a diferença, mas com o saída dele a responsabilidade de decidir os jogos ficou em cima do camisa 10. Talvez ele ainda não tenha conseguido amadurecer isso, mas no próximo ano pode evoluir nesse aspecto.

Eduardo Tironi, colunista do LANCE!

- Acho que é normal essa queda. Scarpa é um jogador jovem, que ainda vai oscilar muito. Isso acontece ainda mais em uma equipe que enfrentou problemas na temporada e ficou desestruturada, sobretudo a partir do segundo turno.