LANCE!
14/09/2017
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

Chegou a hora. Depois de ser vice-campeão duas vezes seguidas - na Libertadores de 2008 e na Sul-americana de 2009 -, o Fluminense reencontra a LDU para dar o troco e avançar na competição. Nesta noite, às 19h15, a torcida tricolor espera lavar a alma no Maracanã e eliminar o adversário entalado na garganta. E para isso, construir o resultado em casa é fundamental.

- Para torcida e clube é muito importante. Eram outros jogadores, mas temos ciência disso. No Maracanã, temos que fazer pressão. Que o torcedor nos apoie até o último minuto. Se quiser vaiar, que seja após o apito final. Uma vitória já é meio caminho andado - afirma Henrique Dourado, que pede inteligência ao time.

- É um jogo de 180 minutos. Esperamos fazer uma boa partida e levar uma vitória para Quito, nos daria tranquilidade. Eles podem fazer um jogo mais cadenciado amanhã e temos que ter inteligência.

Artilheiro do Brasileirão, o camisa 9 tricolor sabe que o estilo de jogo da Sul-Americana é diferente de um campeonato nacional. Por isso, pegou dicas com um dos remanescente da campanha de 2009.

- Conversei com o Gum essa semana, estava nesses jogos. Nossa atitude vai ter que ser fundamental nessa partida. Campeonato como a Sul-Americana é um jogo de muito contato. Estamos motivados.