Matheus Dantas
17/10/2016
18:57
Rio de Janeiro (RJ)

O Fluminense entrou nesta segunda-feira, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o pedido de anulação do clássico contra o Flamengo, no último dia 13, que terminou com a vitória rubro-negra por 2 a 1. O Clube das Laranjeiras, que passou os últimos dias avaliando a legalidade do pedido, entende que houve interferência externa na anulação do gol de Henrique, já na parte final da partida disputada no Raulino de Oliveira,  em Volta Redonda.

Confira abaixo a nota oficial publicada pelo Fluminense nesta segunda-feira:

- O Fluminense Football Club vem a público confirmar que depois de analisados todos os vídeos, notícias e evidências no lance do gol anulado do zagueiro Henrique, no Fla-Flu, do último dia 13, em Volta Redonda, entende que ficou comprovada a interferência externa. Em razão desse fato, tomou as medidas cabíveis para que o caso seja analisado pelo STJD.

A polêmica no clássico aconteceu aos 39 minutos do segundo tempo, quando Henrique desviou para o gol cobrança de falta de Gustavo Scarpa. No primeiro momento, o assistente Emerson Augusto de Carvalho marcou o impedimento, mas o árbitro Sandro Meira Ricci (Fifa/SC) conversou com o auxiliar e validou o gol, que deixaria o confronto empatado em 2 a 2.

No entanto, após pressão dos jogadores do Flamengo e uma paralisação da partida de 13 minutos, Sandro M. Ricci voltou atrás mais uma vez e invalidou em definitivo o gol do zagueiro do Fluminense. A diretoria do Tricolor alega que durante a interrupção, o trio de arbitragem foi avisado por pessoas não relacionadas ao jogo que Henrique estava em posição de impedimento, o que caracteriza a interferência externa, que não é permitido nas regras do futebol.

No domingo, o programa Esporte Espetacular, da TV Globo, exibiu uma reportagem que atesta que Sandro Meira Ricci foi avisado pelo inspetor da arbitragem Sérgio Santos que o gol do zagueiro Henrique era irregular.

STJD pede abertura de Procedimento Preliminar

A Procuradoria do STJD também se manisfestou nesta segunda-feira, pedindo a abertura de Procedimento Preliminar para analisar possíveis infrações ocorridas no Fla-Flu do último dia 13. O Procurador-geral Felipe Bevilacqua solicitou esclarecimento da equipe de arbitragem responsável pelo jogo, além do inspetor Sérgio de Oliveira Santos e da Comissão de Arbitragem da CBF. 

O processo da Procuradoria do STJD é independente da entrada do pedido de anulação do clássico feita pelo Flu, também no fim da tarde desta segunda.

No documento, Felipe Bevilacque pede que o árbitro Sandro Meira Ricci e seus auxiliares Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Carvalho Van Gasse, o quarto árbitro Leonardo Garcia Cavaleiro e o inspetor da arbitragem, Sérgio de Oliveira Santos, prestem esclarecimentos no prazo de dois dias, sob pena de medidas aplicáveis.

De acordo com a publicação do STJD, a medida foi tomada “tendo em vista os fatos amplamente veiculados pela mídia referentes à partida válida pelo Campeonato Brasileiro Série A de 2016, entre as equipes do CR Flamengo e Fluminense FC, no dia 13/10/2016, em que supostamente os árbitros responsáveis teriam, a partir de uma paralisação de 13 minutos que se iniciou aos 39 (trinta e nove) minutos do segundo tempo, recebido informações do Inspetor da Arbitragem acerca de um gol anulado da equipe do Fluminense FC irregularmente confirmado pela TV, podendo servir para procedimento futuro a ser instaurado por este órgão”.