João Mércio Gomes
18/10/2017
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

Após seis jogos em jejum, o Fluminense respirou na tabela ao vencer o Avaí mas não se livrou da ameaça do rebaixamento. Nesta noite, o Tricolor terá mais um confronto decisivo para fugir da zona: no Maracanã, a equipe de Abel recebe o São Paulo, concorrente direto na briga. E a concentração precisa ser dobrada para se aliviar na tabela.
 
- É um time bastante técnico, jogadores de Seleção como Hernanes. Temos que tomar cuidado por conta da qualidade deles. Mas futebol não é só isso, nós temos determinação. Detalhes mudam uma partida. Eles têm condições de sair do Z4, mas a gente espera vencer - afirma Gustavo Scarpa.

A queda no Brasileirão coincide com o baixo rendimento do setor ofensivo, que marcou apenas sete gols no segundo turno. A última assistência de Scarpa, líder do Fluminense no quesito, foi há um mês, na derrota para o Atlético-PR fora de casa. O camisa 10 garante que não esqueceu o futebol e, aos poucos, retomará a confiança.

- Não sou nem o mesmo Scarpa de ontem, quem dirá do início do ano. Me conheço, sei como me sinto e jogo sem medo de errar. Consigo dormir bem, tranquilo e vou continuar sempre fazendo o que puder para meu melhor - afirma o meia, que não vê a hora de sair dessa situação.

- Estou fazendo conta faz tempo.