O jovem Douglas, de 19 anos, é uma das promessas do Tricolor Carioca (Foto: Fluminense F.C.)

Douglas é um dos tantos garotos revelados por Xerém no elenco principal (Foto: Fluminense F.C.)

LANCE!
09/02/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

De Xerém para Laranjeiras. O caminho tornou-se cada vez mais comum para os atletas que compõe o elenco profissional do Fluminense. Do grupo atual - composto por 32 jogadores - 14 deles vieram da base do Tricolor. Quase metade do elenco já passou por Xerém e tem tempo de casa. Dos quatro grandes do Rio de Janeiro, o Fluminense é o com mais jogadores da base no Campeonato Carioca.

Somente no time que iniciou a partida contra o Bonsucesso, último jogo do Fluminense no estadual, quatro jogadores são oriundos da base: Marlon, Douglas, Danielzinho e Gustavo Scarpa. Se contar quem entrou no decorrer do jogo, Marcos Júnior completa a lista.

Com jogadores presentes em quase todas seleções de base do país, o gerente da base do Fluminense, Marcelo Teixeira, destacou o fato do clube servir de exemplo para os rivais na formação e integração dos atletas da base.

– O Fluminense é uma referência em formação de jogadores e certamente servimos de exemplo para nossos rivais. O mercado do futebol já reconhece o nosso trabalho e vamos seguir nos dedicando para que cada vez mais olhem para a gente e saibam que no clube são formados os melhores jogadores do Brasil – lembrou o gerente da base tricolor.

O sucesso na revelação de novos talentos pode ser visto também nas vendas de atletas realizadas pelo clube. Kennedy e Gerson, que fizeram sucesso no Carioca do ano passado, renderam aproximadamente R$ 62 milhões ao cofres tricolor.

Desta forma, valorizados e moldados até chegar aos profissionais, a garotada de Xerém assume o protagonismo dentro do Fluminense.

Mudança de mentalidade
Muito desta presença de Xerém no elenco principal do Fluminense está ligada a gestão Peter Siemsen. Desde que assumiu o clube e rompeu com a Unimed, grande parceira do Tricolor nos últimos anos, o clube abriu mão de grandes gastos e medalhões e busca suprir lacunas do plantel com jogadores vindo das divisões de base.