Zagueiro Henrique vestiu a camisa tricolor (Foto: Wagner Meier/LANCE! Press)

Zagueiro Henrique carrega expectativas de boas atuações no Fluminense (Foto: Wagner Meier/LANCE! Press)

LANCE!
02/02/2016
07:35
Rio de Janeiro (RJ)

O Fluminense iniciou 2016 na expectativa de dias melhores, após a decadência de produção na reta final do Campeonato Brasileiro. Alguns reforços animaram o torcedor, como o mais famoso deles, o meia Diego Souza, revelado pelo clube e que segue esperando sua regularização. Porém, nenhum setor ganhou mais confiança do que a defesa. Contestada nas últimas temporadas, a zaga do Tricolor teve atenção especial da diretoria. Assim, chegaram Renato Chaves e a grande solução para o problema: Henrique.

Só que, em três jogos, a realidade passou longe do imaginado. Inicialmente com a camisa 13, o ex-palmeirense fez sua primeira aparição durante a disputa da Florida Cup. Reserva no começo, jogou 27 minutos no empate com o Shakhtar, da Ucrânia. Depois, na derrota para o Internacional, esteve em campo em toda a etapa final e recebeu o primeiro amarelo com 17 minutos em ação.

Sem condições burocráticas de jogo, o zagueiro ficou de fora do revés sofrido para o Atlético-PR, em Volta Redonda, pela Primeira Liga. No último domingo, entretanto, foi titular pela primeira vez e estreou oficialmente pelo time das Laranjeiras, trocando apenas a numeração: 13 por 33. Em campo, teve participação no lance que culminou no primeiro gol da vitória de 3 a 1 do Voltaço, ao ir ao ataque e ser desarmado. Antes do apito final, ainda precisou cometer uma falta para impedir um contra-ataque do oponente e levou o segundo amarelo, sendo expulso.

Apesar do balde de água fria recebido neste início de temporada, Henrique segue com respaldo nas Laranjeiras. Para o técnico Eduardo Baptista, a responsabilidade pelos erros é de toda a equipe.

- Ele não falhou. No primeiro gol, ele foi para frente. Foi uma falha de todo o time. Quando um homem de defesa vai para frente, tem que haver a cobertura do time. Ele teve uma estreia num dia de um primeiro tempo muito ruim do Fluminense. Não podemos tomar nenhuma avaliação. A equipe do primeiro tempo não foi bem. É uma falha coletiva e temos que corrigir isso - comentou o treinador.

Depois de uma disputa com Flamengo e Grêmio, Henrique foi contratado pelo Fluminense, que pagou 2 milhões de euros (cerca de R$ 8,8 milhões) pelo atleta. O zagueiro estava no Napoli, mas não atuava no time italiano desde maio. No Tricolor, participou da pré-temporada da equipe nos Estados Unidos, antes enfrentar o Volta Redonda na primeira rodada do Campeonato Carioca.