icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/08/2015
18:58

Ronaldinho Gaúcho chegou ao sexto jogo com a camisa tricolor e já não conta mais com a paciência de boa parte da torcida tricolor. Substiuído aos 22 minutos do segundo tempo, o camisa 10 ouviu algumas vaias vindas da arquibancada. O treinador Enderson Moreira admitiu que a atuação do jogador não foi a esperada, mas saiu em defesa do comandado:

- Sabemos que é o preço que se paga pelo período de inatividade. Estamos tentando buscar um caminho, não é fácil. Ele está correndo atrás. O futebol é extremamente competitivo. Estamos tentando uma preparação para que ele possa retornar. Questão física, ritmo de jogo, sabemos que ele está correndo atrás. É complicado recuperar em tão pouco tempo.

Questionado sobre o período de recondicionamento físico que o jogador teve, perdendo os jogos diante de Joinville e Paysandu, Enderson revelou que vai conversar com a comissão técnica e a preparação física para saber se o jogador ganhará um novo período de treinamentos ou se continuará entrando como titular.

- Foi dado um tempo que achávamos que era importante para que ele se recuperasse. Vamos avaliar, pensar melhor e tomar a decisão durante a semana. Se for necessário que ele fique mais um tempo treinando, vamos fazer isso - finalizou Enderson.

Ronaldinho Gaúcho chegou ao sexto jogo com a camisa tricolor e já não conta mais com a paciência de boa parte da torcida tricolor. Substiuído aos 22 minutos do segundo tempo, o camisa 10 ouviu algumas vaias vindas da arquibancada. O treinador Enderson Moreira admitiu que a atuação do jogador não foi a esperada, mas saiu em defesa do comandado:

- Sabemos que é o preço que se paga pelo período de inatividade. Estamos tentando buscar um caminho, não é fácil. Ele está correndo atrás. O futebol é extremamente competitivo. Estamos tentando uma preparação para que ele possa retornar. Questão física, ritmo de jogo, sabemos que ele está correndo atrás. É complicado recuperar em tão pouco tempo.

Questionado sobre o período de recondicionamento físico que o jogador teve, perdendo os jogos diante de Joinville e Paysandu, Enderson revelou que vai conversar com a comissão técnica e a preparação física para saber se o jogador ganhará um novo período de treinamentos ou se continuará entrando como titular.

- Foi dado um tempo que achávamos que era importante para que ele se recuperasse. Vamos avaliar, pensar melhor e tomar a decisão durante a semana. Se for necessário que ele fique mais um tempo treinando, vamos fazer isso - finalizou Enderson.