Eduardo Baptista

Treinador promoveu três mudanças no Fluminense (Foto: Nelson Perez/Fluminense)

LANCE!
23/02/2016
17:51
Brasília (DF)

Para o clássico com Botafogo, nesta quarta-feira, o Fluminense terá mudanças. E uma delas é na distribuição dos jogadores. Com Douglas e Pierre como volantes, Cícero será mais adiantado, se juntando a Diego Souza e Fred na frente. Com isso, Osvaldo - que substitui o suspenso Marcos Júnior - será a válvula de escape para que o time consiga jogar em velocidade. Foi isso que explicou Eduardo Baptista:

- Cícero tem dado uma consistência, mas tem uma chegada na área. Fez um gol, quase fez outro. Ele é uma das peças que temos que dar o encaixe. Com a evolução do Douglas, também vejo ele dando uma condição boa para nossa saída. Aí podemos encaixar o Cícero junto com Fred e Diego, mas aí preciso da velocidade do Osvaldo.

Nos últimos jogos, a defesa voltou a ser discutida dentro do Fluminense. Com o setor sobrecarregado - foram oito gols sofridos em cinco partidas do Carioca -, o treinador pediu maior paciência para que a nova dupla de zaga, composta por Henrique e Renato Chaves, adquira entrosamento.

- A defesa a gente procura mexer o menos possível. O Renato já deu indícios de, dentro do que pensamos, ser o ideal. Agora, é dar continuidade. Vou dar uma sequência para esta dupla Henrique e Renato. É uma dupla que eu pensava desde o ano passado. O que não quer dizer que Marlon, Gum e Nogueira não tenham chance, mas neste momento vou dar uma continuidade - garantiu o comandante tricolor.