Jorge Macedo (Foto: Nelson Perez/ Fluminense)

Jorge Macedo (Foto: Nelson Perez/ Fluminense)

LANCE!
07/07/2016
17:53
Rio de Janeiro (RJ)

Após ameaçar deixar o cargo de técnico do Fluminense, Levir Culpi está garantido no comando da equipe até o fim da temporada. Foi o que o diretor-executivo Jorge Macedo confirmou nesta quinta-feira. O dirigente ainda comentou como foi a conversa com o treinador após a declaração.

- Conversamos com Levir após a coletiva, na volta para o Rio de Janeiro, o Levir Culpi estava de cabeça quente, infeliz com o resultado, principalmente com o primeiro tempo. As coisas não aconteceram ele estava muito chateado e disse que teria uma conversa. No almoço de hoje nem foi mais comentado esse assunto. A gente descarta qualquer tipo de saída. O Levir Culpi é o nosso treinador até o fim do ano - declarou o diretor-executivo do clube, antes de completar:

- Ele se convenceu porque a equipe, em outras partidas,  vem se portando bem, mesmo em jogos que não conseguimos os resultados. Ele sabe que pode tirar mais dessa equipe. Temos o retorno de alguns atletas, tem a chegada de Henrique e outros reforços que podem vir. Ele já conquistou um título esse ano e pode brigar por mais na temporada - completou.

No almoço desta quinta-feira, que contou com a presença do presidente Peter Siemsen, foram abordados outros assuntos com Levir Culpi. Reforços e planejamento para a temporada estiveram em pauta, mas Jorge Macedo afirmou que este tipo de conversa já era costume entre os dirigentes.

Sobre a reação dos jogadores após a declaração de Levir Culpi, Jorge Macedo afirmou que aconteceu uma conversa franca entre os jogadores no vestiário do Raulino de Oliveira, palco do empate em 1 a 1 com o Ypiranga-RS.

- A conversa a gente tem diariamente com os atletas. O grupo nesse aspecto é muito positivo, grupo de homens e guerreiros, que se doa pelo clube. Foi uma conversa normal de pós-jogo, foi um diálogo onde foi posto que todos sabem que precisamos doar um pouco mais. É um momento de união, só vamos conseguir sair deste momento com a unidade entre diretoria, atletas, comissão técnica e torcida - completou o diretor-executivo.