William Matheus contra o cruzeiro

William Matheus, camisa 30, pode não seguir no Fluminense em 2017 (Foto: Reprodução Flickr Fluminense)

LANCE!
31/12/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

Enquanto aguarda com expectativa as chegadas de Jefferson Orejuela e Junior Sornoza, o Fluminense se movimenta para concretizar algumas saídas de seu elenco, considerado inchado pela diretoria e comissão técnica de 2017.

A transferência de Cícero para o São Paulo foi o primeiro alívio na folha salarial, apesar do fato de que o Tricolor seguirá pagando parte dos salários do ex-camisa 7. Por parte da direção, a negociação é vista como a primeira de uma série de saídas.

William Matheus deve ser o próximo da lista. O jogador interessa ao Coritiba, e o Tricolor não deve dificultar a saída do camisa 30. O lateral-esquerdo está emprestado ao clube das Laranjeiras pelo Toulouse (FRA) até o dia 30 de junho de 2017. Assim, a negociação com o Coxa precisará do aval dos franceses.

Quem também está perto de ter o futuro definido é o atacante Wellington Paulista. O centroavante foi emprestado à Ponte Preta em 2016, mas não foi bem e não faz partes dos planos da Macaca nem do Flu para 2017. Seu destino deve ser a Chapecoense, que procura se reestruturar após o trágico acidente aéreo, na Colômbia.

Empresário coloca Flu como possível destino Lucas


Eduardo Uram, empresário do lateral-direito Lucas, afirmou que o destino do jogador pode ser o Fluminense em 2017, em entrevista ao canal Fox Sports. Aos 28 anos, o atleta pertence ao Palmeiras, mas esteve emprestado ao Cruzeiro no segundo semestre de 2016, sem se firmar. Seu contrato com o Verdão vai até o fim de 2017, mas o clube paulista está disposto a negociá-lo.

Revelado no Figueirense, Lucas se destacou pelo rival Botafogo entre 2010 e 2014, aonde conquistou o Campeonato Carioca em 2013.

A lateral-direita é uma das posições tratadas como prioridade pela diretoria e comissão técnica do Fluminense. Reserva em 2016, Igor Julião já acertou sua transferência para o Kansas City, dos Estados Unidos. Assim, Wellington Silva é o único homem da posição no elenco.

Titular com Levir Culpi, Wellington Silva não é uma unânimidade no Fluminense, tanto entre a direção, quanto entre os torcedores. Abel Braga, que voltará a comandar o Flu em 2017, gosta do camisa 25, com que já trabalhou no Tricolor e no Inter.

O Fluminense já sondou outros nomes para reforçar a lateral-direita em 2017. O principal deles foi Alemão, que esteve emprestado pelo Bragantino ao Botafogo em 2016, mas o jogador seguirá no rival.