Gerson

Gerson quer ajudar Fluminense e conquistar títulos antes de retornar à Roma  (ITA) (Arquivo LANCE!)

LANCE!
17/04/2016
09:40
Manaus (AM)

A eliminação na semifinal da Copa do Brasil para o Palmeiras, em outubro do ano passado, foi bastante sentida e a frustração ficou longe de ser escondida. Àquela altura, o Fluminense já se mostrava longe da conquista do Brasileiro. Seria a chance de Gerson se despedir do clube que o criou com uma conquista. Ele já estava com passagem marcada para a Itália, onde se apresentaria à Roma. Gerson voltou por não poder ser inscrito na Federação Italiana e, agora, tem a chance de dar um primeiro passo para realizar o sonho. Basta fazer como em 2015 e garantir a vitória sobre o Vasco para que a Taça Guanabara entre no currículo, tendo pela frente ainda a Primeira Liga e o Carioca. São chances para gravar o nome na história do Fluminense antes do adeus definitivo e a viagem para a Itália.

Foi justamente o meia o último a fazer a equipe de São Januário sentir o gosto da derrota. No segundo turno do Campeonato Brasileiro do ano passado, saiu do pé direito dele o gol que garantiu o triunfo do Fluminense e ajudou a rebaixar o Vasco para a Série B.

Com a chegada de Levir Culpi às Laranjeiras, no começo de março, Gerson ganhou ainda mais espaço e, com boas atuações, se firmou na equipe titular. O treinador, inclusive, já fez repetidos elogios a ele. Um deles foi após a vitória sobre o Criciúma, pela Primeira Liga, quando Gerson balançou a rede duas vezes. Era a estreia do treinador. À época, Levir utilizou os jogadores que vinham sendo reservas, mas o panorama do camisa 11 não demorou a mudar.

– Ele está em alta depois de ter sido vendido a um time da Itália. Ele está bem, disposto. A oportunidade tem de ser aproveitada. Ele tem currículo interessante. Tem valor e pretendo usá-lo. Demonstrou isso tudo hoje – ressaltou o comandante, ao
analisar o meia.

Quem sabe, com novos gols, a primeira taça não esteja nas mãos de Gerson já nesta tarde. Outras duas ainda podem chegar antes da apresentação à Roma.

Conquistas de títulos na base

Se uma conquista como jogador profissional ainda é inédita para Gerson, na base a história foi bem diferente. Nascido em 1997, o meia fez
parte de uma geração que conseguiu títulos nas categorias inferiores.

GERSON NO FLU

Joia


Destaque na base, Gerson foi promovido ao profissional em 2014. Em agosto do ano passado, o meia, que vinha sendo cobiçado por clubes
europeus, assinou com a Roma (ITA) e se despediu do Tricolor após o Campeonato Brasileiro.

Retorno

Sem espaço para estrangeiros no elenco da Roma, acabou retornando ao Fluminense e ganhou ainda mais espaço após a chegada de Levir Culpi, se transformando em um dos principais nomes da atual equipe titular do Tricolor.