Fluminense x Botafogo

Levir Culpi tem a missão agora de acertar o ataque do Fluminense (Foto: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC)

LANCE!
21/08/2016
06:50
Rio de Janeiro (RJ)

O técnico Levir Culpi conseguiu acertar a zaga do Fluminense, a segunda menos vazada do Campeonato Brasileiro. Porém, quem pensa que o treinador está satisfeito se engana. A missão dele agora é melhorar o ataque tricolor,
que vem deixando a desejar na competição. E o objetivo de Levir pode começar a virar realidade já na partida deste domingo, contra o Santa Cruz, às 16h, no estádio Arruda.

A defesa do Flu levou apenas 18 gols em 19 jogos no Brasileirão. Ela é a segunda melhor, empatada com o Corinthians, e só foi mais vazada do
que a do Santos, que sofreu um gol a menos. Levir explica que conseguiu
encaixar o setor porque teve a chance de repetir muitas vezes a formação. E se não fossem alguns erros, os números poderiam ser melhores.

– Dei um encaixe pela repetição da formação, então o jogador ocupa
melhor o espaço, se acostuma a jogar com o cara ao lado, sabe seus defeitos
e qualidades e isso gera entrosamento. Acho que tomamos alguns gols até injustos, impedimentos, problemas com arbitragem também.

Se por um lado a “cozinha” está arrumada, o ataque é um problema desde o início da competição e precisa melhorar a pontaria. O Tricolor tem o terceiro pior ataque do Brasileiro, com apenas 21 gols marcados, ao lado de Internacional e São Paulo.

Para se ter uma ideia, a marca só não é pior do que as do lanterna América-
MG e do Figueirense, que também está na zona de rebaixamento.
Claro, isso vem incomodando Levir Culpi. Segundo o treinador, levando em conta sua maneira de ver futebol, o setor ofensivo tem de ser o mais importante do time.

– O principal, que não estou muito satisfeito, é que prefiro que funcione melhor o ataque do que a defesa. Prefiro dar ênfase para quem joga no ataque, para a alegria, para a emoção – comentou o treinador.

Para melhorar o problema ofensivo, o Fluminense foi ao mercado e contratou quatro reforços. Chegaram Henrique Dourado, Danilinho, Rojas e Wellington.
Contra o Sport, o Fluminense vai contar mais uma vez com o centroavante Henrique Dourado. O artilheiro chegou para suprir a ausência do artilheiro e ídolo Fred, que foi para o Atlético-MG.

Henrique enfrentou um jejum quando chegou, mas conseguiu desencantar na última partida, contra o América-MG. Ele fez o gol da vitória por 1 a 0, de forma muito bonita. Resta saber se o jogador emplacará a partir de agora e será o
principal goleador do time.