Júlio César (Foto: Nelson Perez/Fluminense F.C.)

Júlio César não foi bem contra o Flamengo, mas teve boa sequência no gol tricolor (Foto: Nelson Perez/F.F.C.)

LANCE!
15/10/2016
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

As falhas defensivas impediram um melhor resultado do Fluminense diante do Flamengo, na quinta, no polêmico clássico disputado em Volta Redonda, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. O problema é que os erros estão se repetindo na equipe de Levir Culpi no segundo turno da competição nacional.

Nas 11 rodadas disputadas no returno, foram 12 gols sofridos pelo Tricolor das Laranjeiras. Oito desses surgiram de bolas cruzadas na área. Foi o caso dos dois gols do Flamengo na vitória por 2 a 1 - contra do zagueiro Henrique e do atacante Fernandinho. O preocupante é que a situação de jogo é treinada, às vezes de maneira exaustiva, por Levir nas atividades que antecedem os jogos.

No segundo turno, Palmeiras, Atlético-MG, Chapecoense, Sport, Santos e Flamengo aproveitaram a deficiência do sistema defensivo do Fluminense. Coincidência ou não, Diego Cavalieri só atuou em um desses confrontos: contra o Verdão, em São Paulo. Nas demais, Júlio César foi o titular de Levir, já que o titular e camisa 12 está lesionado desde o dia 7 de setembro.

Os números ruins da defesa tricolor no segundo turno estão freando a reação dos comandados de Levir Culpi. Na primeira metade do Brasileirão, a situação era a oposta. A sólida defesa – foram 20 gols sofridos no primeiro turno – manteve o Fluminense  na primeira parte da tabela, enquanto o ataque era considerado o grande problema da equipe. Agora, o comandante tricolor encontrou a melhor formação ofensiva, mas vem sofrendo na defesa.

Apesar da atuação ruim diante do Flamengo, na qual falhou no primeiro gol - apesar das reclamações de ter sido atrapalhado por Réver - e também quase falhou ao furar bola recuada, que por pouco não parou na rede do Tricolor, Júlio César vem tendo boa participação defendendo a meta do Fluminense.

Desde que Diego Cavalieri se lesionou, em 7 de setembro, atuou nove vezes - oito pelo Brasileirão e uma pela Copa do Brasil. O camisa 22 foi elogiado pela atuação, e até o técnico Levir Culpi, há uma semana, afirmou que o goleiro Cavalieri não tem retorno garantido quando recuperado da lesão muscular na coxa esquerda.

O camisa 12 está em fase final de recuperação, já treinando no gramado e com bola, e pode estar à disposição de Levir Culpi para o próximo jogo do Flu na segunda-feira,contra o São Paulo. A bola rola às 20h no Giulite Coutinho.

ERROS DEFENSIVOS RECENTES DA DEFESA TRICOLOR

Fluminense 1x2 Chapecoense

O algoz tricolor saiu atrás do placar, mas conseguiu a virada sobre o Flu com um gol de cabeça de Lourency no fim da partida, em cobrança de escanteio de Cleber Santana.

......................

Fluminense 3x1 Sport

Em Edson Passos, o Tricolor saiu atrás com um gol contra de Gum, mas conseguiu a virada.

......................

Santos 2x1 Fluminense

W. Silva escorregou, Copete abriu o placar. No segundo gol, Ricardo Oliveira se antecipou ao Gum e garantiu a vitória.

......................

Fluminense 1x2 Flamengo

Júlio César vacilou na saída, William Matheus e Henrique bateram cabeça no primeiro gol. No lance que decidiu o jogo, Wellington Silva foi mal.