Fred - Fluminense (Foto: Nelson Perez/Fluminense F.C.)

Fred soma 161 gols com a camisa tricolor, em 266 jogos. Atacante busca "pódio" (Foto: Nelson Perez/Fluminense F.C.)

LANCE!
17/01/2016
09:10
Rio de Janeiro (RJ)

Quando a bola rolar neste domingo, pela primeira vez, para Fluminense e Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, um certo camisa 9 buscará preencher mais uma importante página pelo clube das Laranjeiras. A partida – que acontece no Complexo Esportivo da Disney, às 17h (de Brasília), com transmissão em tempo real do LANCE! – pode sacramentar ou deixar encaminhada a entrada de Fred no pódio que reúne os maiores artilheiros da história do Tricolor.

Com 161 gols, ele ocupa o sexto lugar, somando o mesmo número de Welfare, que defendeu o clube entre 1913 e 1924 e segue à frente por ter precisado de menos jogos para atingir a façanha.

Outros ex-atletas aparecem algumas posições acima do goleador da vez. No entanto, poucos gols separam Fred do seleto grupo. Telê Santana (1950-1961) e Hércules (1935-1942) ocupam, respectivamente, a quarta e terceira posição. O ex-ponta que também se destacou na carreira de treinador fica apenas um gol atrás de seu antecessor: 164 contra 165.

Dessa forma, caso balance as redes quatro vezes nos Estados Unidos, onde o Tricolor realiza a pré-temporada, Fred passará a ser o terceiro no ranking, ao lado de Hércules. E o duelo diante dos ucranianos não será única chance de elevar o patamar do atacante em solo norte-americano. Também em compromisso pela Florida Cup, o representante do futebol carioca ainda medirá forças com o Internacional.

Formação

Embora tenha optado por uma equipe basicamente sub-23 nos dois jogos-treinos contra a seleção sub-17 dos Estados Unidos, o técnico Eduardo Baptista ensaiou a possível formação que levará a campo neste domingo. Nas atividades durante a semana, Fred foi a única referência de área. Os mais próximos do atacante no gramando tendem a ser Diego Souza, Gustavo Scarpa e Marcos Júnior. Cícero e Pierre fecham o meio de campo do Fluminense.

Com Diego Cavalieri na meta, a defesa deve ser composta por Wellington Silva, Gum, Marlon e Giovanni. Vale destacar, porém, que o zagueiro Henrique chegou depois, assim que teve a transferência confirmada, mesmo caso de Renato Chaves. Ex-Napoli e Palmeiras, o primeiro é favorito para protagonizar uma mudança no sistema defensivo. Os laterais Jonathan e Léo Pelé e o volante Edson foram outros testados pelo comandante nos treinamentos. Há ainda Ronaldinho Gaúcho, que está de volta somente para participar do torneio.