Eduardo Baptista terá de estudar bastante para armar a defesa tricolor (Foto: Nelson Perez/Fluminense F. C.)

Eduardo Baptista terá de estudar bastante para armar a defesa tricolor (Foto: Nelson Perez/Fluminense F. C.)

LANCE!
30/01/2016
08:25
Rio de Janeiro (RJ)

A temporada 2016 mal começou para o Fluminense, mas a situação do técnico Eduardo Baptista já não é tão confortável à frente da equipe. Sem nenhuma vitória em três jogos disputados entre Flórida Cup e Primeira Liga, o treinador soma apenas 33,3% de aproveitamento como comandante tricolor. Desde que assumiu a equipe, no último trimestre de 2015, foram apenas cinco vitórias, quatro empates e dez derrotas.

A situação, porém, não parece preocupar tanto o treinador, que destacou uma evolução do time nos primeiros trabalhos da temporada, e espera manter a base para que a equipe alcance, o mais rápido possível, o entrosamento necessário.

– Estamos trabalhando para dar continuidade, montamos uma grande equipe, tivemos uma resposta boa. Se faz o pênalti, muda o jogo, fica 2 a 1, ficaria tudo bem, mas o futebol é assim. Temos de ter tranquilidade, e não é por causa de um resultado que tem que mudar tudo. O time tem atuado bem – lembrou o treinador, que não deve mexer na equipe para o jogo contra o Volta Redonda:

– Temos de dar sequência, quanto menos mexer, melhor. O time não teve uma performance ruim, faltou finalizações. Tem que pontuar, mas não deve mudar muito...

A última vez que Eduardo Baptista comemorou um triunfo foi há mais de dois meses, no dia 22 de novembro, quando o Tricolor venceu o Avaí, por 3 a 1, no Estádio Kleber Andrade. Por coincidência, foi a última vez que Fred balançou as redes.

Eduardo Baptista chegou ao Fluminense após bom trabalho diante do Sport, substituindo o demitido Enderson Moreira, que não teve bons resultados na segunda passagem dele pelo Tricolor das Laranjeiras. Enderson comandou a equipe em 26 oportunidades – entre Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil –, com 11 vitórias, quatro empates e outras 11 derrotas. Na ocasião, o treinador somou um aproveitamento de 34,2%.

Uma vitória contra o Volta Redonda, na estreia do Tricolor no Campeonato Carioca, pode deixar a vida do treinador um pouco mais tranquila neste início de temporada. A torcida agradece!