Corinthians x Fluminense

Jogadores do Flu cercam arbitragem no jogo contra o Corinthians, na Copa do Brasil(Mailson Santana/F.F.C.)

LANCE!
26/09/2016
16:54
Rio de Janeiro (RJ)

A arbitragem da partida da última quarta-feira, que culminou na eliminação do Fluminense na Copa do Brasil, segue em pauta no clube das Laranjeiras. Cícero, autor do gol da vtória deste domingo, sobre o mesmo Corinthians na mesma Arena do rival, comentou que houve certo exagero por parte dos jogadores nas reclamações com Rodolpho Toski Marques, árbitro do primeiro jogo entre os clubes. No entanto, Cícero ressaltou que o Tricolor tinha razão em reclamar.

- Fui dos (jogadores) que reclamou, mas em nenhum momento falei dos gols anulados. Reclamei muito dos pênaltis e continuo achando que foram faltas. Teve um certo exagero, mas dentro de campo as coisas acontecem rápido e estávamos precisando de um gol. Se você reclama demais acaba perdendo o foco, mas se nosso time não se manifesta o time e a torcida mandante vai colocar pressão e o juiz pode cair na pilha deles. Senti que exagerei um pouco, mas tínhamos razão em reclamar dos pênaltis - disse ao "Seleção Sportv".


Uma das preocupações expostas pelo presidente Peter Siemsen e também pelo técnico Levir Culpi após a queda na Copa do Brasil foi o fator psicológico do elenco após toda a polêmica com a arbitragem. Os jogadores pareceram ter reagido bem, já que voltaram à Arena Corinthians e venceram por 1 a 0.

Cícero comentou que o papel feito por Levir Culpi foi importante e o elenco soube priorizar o mais importante, que é a classificação para a Libertadores.

- Fomos blindados. Temos uma briga direta pela vaga no G4, então não levamos esse sentimento de revanche. Conseguimos seis pontos contra Grêmio e Corinthians fora de casa e estamos na briga para conseguir nossos objetivos. Entramos em campo e a torcida deles nos pressionou bastante, mas é normal. Fomos coroados com o gol no fim e estamos mais perto do G4.