Técnico do Flu afirma que equipe não teve atitude contra o Inter

Técnico Eduardo Baptista aprovou o desempenho de Scarpa na lateral esquerda no clássico deste domingo 

Patrick Monteiro
22/02/2016
12:25
Enviado especial a Brasília (DF)

A escalação do Fluminense para o duelo com o Flamengo já apresentou surpresas. Renato Chaves e Léo Pelé ganharam espaço no time de Eduardo Baptista. Sobrou para Marlon e Giovanni, que ficaram no banco e reservas. Já com a bola rolando, a outra "novidade" foi o recuo de Gustavo Scarpa para a lateral-esquerda, função desempenhada pelo camisa 40 em outras ocasiões.

Satisfeito com a atuação do meia no setor, o técnico Eduardo Baptista explicou os motivos que o levaram a tomar essa decisão:

- O Gustavo sabe ajudar ali e sabe ajudar no setor defensivo. Foi o melhor nosso no segundo tempo. Eu não queria tirar um atacante para colocar o Douglas. O Léo já tinha um cartão, eu poderia perder um jogador. A única bola que entrou naquela lado foi o gol. O Gustavo é versátil, e em momentos que a gente acredita que seja a hora dele atuar em uma dessas posições, a gente toma a decisão. Lógico que tomamos a decisão querendo acertar - explicou o treinador, que também listou os fatores para as alterações na defesa.

- O Renato era um jogador que foi uma decisão nossa, de uma qualidade boa, rápido, valente. Foi recuperado da lesão , ganhou a posição. E o Léo um lateral que tem a marcação como característica - ponderou.

Quarto colocado o Grupo A o Campeonato Carioca, o Fluminense, que perdeu o clássico deste domingo para o Rubro-Negro (2 a 1), em Brasília, enfrenta o Botafogo na próxima quarta-feira. O confronto com o Alvinegro acontecerá em Cariacica (ES), no Estádio Kleber Andrade, às 21h45.