Levir Culpi em coletiva

Levir Culpi usou pensamentos bem elaborados para responder os jornalistas em SP (Foto: Wagner Meier/Lancepress!)

Patrick Monteiro
21/03/2016
10:30
São Paulo (SP)

Nem o empate sem gols e considerado pelo próprio treinador como "sem graça" tirou a inspiração de Levir Culpi. Na entrevista coletiva deste domingo, após o Fla-Flu realizado no Pacaembu, o comandante tricolor citou a história para explicar o progresso de sua equipe, o Brazilian Day para fazer um paralelo com o clássico fora do Rio de Janeiro, e "abusou" do patriotismo quando o assunto foi Messi x Pelé.

- Quando se fala em evolução é de 1500, quando Brasil foi descoberto, até 2016. Agora. falar em evolução de quarta a domingo é pequena demais. A gente vai demorar, mas não muito, se houver uma conscientização do grupo. Mas vai melhorar - disse, ao ser questionado sobre a possibilidade de melhora imediata da equipe.

Como já era de se imaginar, o assunto "clássico carioca em São Paulo" tomou conta da coletiva. Ao longo da semana, Levir deixou claro o descontentamento em atuar fora do Rio de Janeiro, mas reconheceu e considerou a importância de os torcedores paulistas poderem acompanhar o duelo. Neste caso, ele usou um evento bem conhecido dos brasileiros que vivem fora do País. De quebra, ainda cravou que o próximo encontro dos rivais no local terá um resultado diferente.

- Existe uma coisa interessante nessa situação toda, que é a oportunidade do torcedor do Flamengo ou do Fluminense ver o time jogar. Eu tive uma experiência no Japão, que é o Brazilian Day. Penso que nós aqui pecamos um pouquinho. Mas no próximo Fla-Flu aqui nós vamos vencer - recordou e projetou.

No fim, uma pergunta fora de contexto chamou a atenção. Quem foi/é melhor? Pelé ou Messi? O treinador respondeu de forma indireta.

- Você tem a capacidade de me fazer a pergunta se eu prefiro um brasileiro como o Pelé ou um argentino? Sinceramente, não existe comparação com o Pelé. Então, eu vou ficar devendo essa resposta pra você - finalizou.