Internacional x Fluminense

Internacional x Fluminense (Foto: Nelson Perez)

Pedro Barboza
21/01/2016
01:02
Rio de Janeiro (RJ)

No segundo e último confronto válido pela Florida Cup, o Fluminense não teve uma grande atuação e saiu derrotado por 1 a 0 para o Internacional. Em dois tempos um tanto quanto distintos, e com diversas substituições, o atacante Richarlison foi um dos destaques do Tricolor. Ronaldinho bastante apagado e Henrique mostrou que terá muito trabalho pela frente para entrar no ritmo.

5,5
Diego Cavalieri

Quase não trabalhou no primeiro tempo, quando esteve em campo. No gol do Inter não teve como evitar o lance.

5,0
W. Silva
Um pouco preso na marcação, quase não subiu ao ataque. Ainda está um pouco fora de sintonia com o restante da equipe.

4,5
Gum
Não passou segurança à zaga e falhou na marcação de Vitinho, na jogada que originou a jogada do gol de Eduarda Sasha. Não foi bem.

6,0
Marlon
Tranquilo no jogo. Não prejudicou o setor, mas deixou o jogo no intervalo para entrada de Henrique.

5,5
Léo Pelé

Foi ao ataque em algumas oportunidades, mas um pouco afobado.

5,0
Edson
Falhou em alguns lances no meio de campo, se mostrou pouco fora de ritmo e fez algumas faltas violentas.

6,5
Cícero
Criou a jogada de maior perigo do Flu no primeiro tempo com um bonito chute a gol de fora da área. Foi o jogador mais participativo da equipe.

5,0
Diego Souza

Fez algumas jogadas importantes no primeiro tempo, mas muito apático ainda. Deixou a desejar mais uma vez.

5,0
G. Scarpa

Não foi bem. Correu muito, mas sem produtividade. Longe da qualidade técnica apresentada na temporada passada.

5,0
Osvaldo

O torcedor que assistiu ao jogo, quase não ouviu falar no nome do jogador, que pelas pontas, não teve sucesso em nenhum lace.

6,5
Richarlison

Uma grande aposta do Fluminense para a temporada. Mesmo sem o gol, mostrou qualidade nas bolas que recebeu na frente.

6,0
Renato Chaves

Foi pouco acionado no jogo, porém, teve bastante personalidade. Aparece como uma boa opção no setor.

4,5
Henrique

Entrou no segundo tempo e mostrou que ainda precisa trabalhar muito. Sem tempo de bola, fez uma falta no meio de campo para não sofrer o contra-ataque.

6,0
Felipe Amorim

Um jogador versátil, com boa visão de jogo. Por pouco não marcou o primeiro gol do Flu no segundo tempo.

5,5
Magno Alves

Diferentemente do jogo contra o Shakhtar, no domingo, não conseguiu um lance de oportunismo. Desta vez, quase não criou perigo ao adversário.

5,0
Julio Cesar

Fez poucas defesas, mas ainda está aparentemente sem ritmo de jogo. Em um lance, quase deixou a bola escapar das mãos.

6,5
Daniel

Deu um pouco mais de movimentação no meio de campo tricolor. Correu bastante e foi bastante acionado no comando de ataque.

6,0
Higor Leite

Mesmo jovem, o jogador tem bastante personalidade. Nas chegadas ao ataque, foi bastante procurado pelos adversários.

5,0
Marcos Jr.

Entrou apenas nos minutos finais e não teve o mesmo gás do primeiro jogo. Um pouco tímido atuando pelas pontas.

5,0
Ronaldinho

Muito fora de forma, o camisa 100 quase não encostou na bola. Apenas em um lampejo, driblou dois zagueiros, mas foi travado logo na sequência do lance.

6,0
Ayrton

Deu bastante velocidade na ponta esquerda, nos minutos finais de jogo. Errou um lance no meio de campo, mas teve explosão para acompanhar na recuperação da jogada.

INTERNACIONAL:

Sobe
Presença frequente nas convocações de Dunga para a Seleção Brasileira, Alisson, novamente, passou tranquilidade aos torcedores colorados. Mesmo sendo pouco exigido, o goleiro realizou boas defesas e saídas do gol com segurança. Outro que deve ter conquistado pontos com o técnico Argel Fucks é Eduardo Sasha. Apesar de não ter como característica o faro de gol, o atacante “improvisado” deixou sua marca na rede de Cavalieri, assim como fez diante do Bayer Leverkusen (ALE).

Desce
O meia Anderson ainda não fez jus ao esforço do Colorado em tê-lo. Contratado com status de craque, o ex-Manchester United deixou a desejar outra vez. Ele – que foi revelado pelo rival Grêmio – recebeu o primeiro cartão amarelo do jogo logo aos 3 minutos. Além disso, arriscou alguns chutes sem sucesso e pouco contribuiu em campo. Quem também ficou abaixo do esperado foi Fernando Bob. O volante, que desembarcou em Porto Alegre após o bom futebol apresentado na Ponte Preta, recorreu às faltas, pouco apareceu no jogo e recebeu cartão.