Torcida do Fluminense no Maracanã, em duelo contra o Santos

(Lucas Merçon / Fluminense F.C.)

Alexandre Araújo
09/07/2018
14:46
Rio de Janeiro (RJ)

Após negociação, o Fluminense decidiu manter a partida contra o Palmeiras no Rio de Janeiro. Havia a possibilidade de o Tricolor, que tem o mando do duelo, utilizar a Arena das Dunas, em Natal, mas as negociações não foram à frente com a empresa que conversava sobre a alteração.

Assim, após encarar o Vasco, em São Januário, e o Sport, na Ilha do Retiro, o time das Laranjeiras deve retornar ao Maracanã, na 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Utilizando o estádio, o Fluminense teve três vitórias (contra Cruzeiro, Atlético-PR e Chapecoense), um empate (com o São Paulo) e uma derrota (para o Santos).

A transferência de estádio teria como um dos fatores uma questão logística. Isso porque, o jogo contra o Palmeiras está entre duas partidas do Fluminense no nordeste, contra o Sport, no dia 22, na Ilha do Retiro, e contra o Ceará, no dia 28, no Castelão.

O Fluminense já negociou uma mudança de estádio neste Brasileiro. Por conta de uma dívida com a "Roni7 - Consultoria Esportiva", adquirida após venda de mandos de campo em 2016, ainda na gestão de Peter Siemsen, o Tricolor enfrentou o Flamengo no Mané Garrincha, em Brasília.

Se no Maracanã os resultados em campo foram bons, nos cofres não se pode dizer o mesmo. Usando o Maracanã nesta edição do Campeonato Brasileiro, o Fluminense acumulou um prejuízo de R$ 785.241,73.

Das cinco partidas realizadas no local (contra Cruzeiro, São Paulo, Atlético-PR, Chapecoense e Santos), apenas uma teve saldo positivo nas finanças tricolores: no empate em 1 a 1 com o São Paulo, pela terceira rodada do Brasileiro, foram R$ 33.140,94 de lucro. Não por coincidência, foi o jogo com o maior público pagante, com 17.211.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) já divulgou os locais das partidas até a rodada 19 do Brasileiro e, após a Copa do Mundo, o Fluminense já tem três partidas confirmadas para o Maracanã, contra Palmeiras (rodada 15), Bahia (17) e Internacional (18).