icons.title signature.placeholder Bernardo Coimbra
icons.title signature.placeholder Bernardo Coimbra
31/08/2015
16:29

Ronaldinho Gaúcho está longe de ser o craque de outra época. Em seis partidas com a camisa do Fluminense, o meia, sem balançar a rede do adversário, ainda não fez uma boa partida. Nesta segunda-feira, o jogador tricolor, vaiado pela torcida na derrota para o Atlético-MG, analisou o seu atual momento e admtiu que a fase é ruim. Além disso, R10 se enrolou ao comentar sobre a possibilidade de título nacional e trocou o Fluminense pelo Flamengo.

- O Fluminense vem passando momentos difíceis. Alguns jogadores estão fora, outros chegando. Estamos procurando melhorar na parte técnica e física. Acredito que o Flamengo...o Fluminense vai voltar a brigar pelo título - disse.

- Depois de tanto tempo sem jogar, ainda estou adquirindo ritmo. Seguir trabalhando e me eforçando para que as boas atuações voltem e que a gente possa contiunuar lutando pelo título. Treinar cada vez mais para chegar ao alto nível - salientou, acescentando especificamente sobre as vaias no domingo.

- Não fiz o bom jogo e a torcida tem o direito de criticar. Isso me motiva para ter boas atuações. É um desafio, gosto muito de desafio. Lutar para alcançar bom nível e me destacar pelo Fluminense - emendou o camisa 10.

 

Ainda em relação ao jogo com o Atlético-MG, Ronaldinho Gaúcho minimizou o fato de ter ido ao vestiário dos mineiros após a partida: - Isso não tem nada a ver. Eu faço isso em quase todos os jogos. Fiz lá uma história dentro do clube. Uma coisa não tem nada a ver com a outra. O meu mau rendimento não tem nada a ver com isso - avisou.

Com 33 pontos, o Fluminense saiu do G4 e foi para a sétima posição. A diferença para o líder Corinthians aumentou para 13. Mesmo assim, Ronaldinho Gaúcho acredita que o Tricolor das Laranjeiras segue na briga pelo título. O time paulista, inclusive, é o próximo adversário, nesta quarta-feira, às 22h, na Arena Corinthians, pela 22ª rodada.

- Tem que pensar em título. Sabemos que está distante, que está difícil, mas precisamos seguir trabalhando e tentar diminuir a diferença para o primeiro colocado. Vamos seguir trabalhando - encerrou.

Ronaldinho Gaúcho está longe de ser o craque de outra época. Em seis partidas com a camisa do Fluminense, o meia, sem balançar a rede do adversário, ainda não fez uma boa partida. Nesta segunda-feira, o jogador tricolor, vaiado pela torcida na derrota para o Atlético-MG, analisou o seu atual momento e admtiu que a fase é ruim. Além disso, R10 se enrolou ao comentar sobre a possibilidade de título nacional e trocou o Fluminense pelo Flamengo.

- O Fluminense vem passando momentos difíceis. Alguns jogadores estão fora, outros chegando. Estamos procurando melhorar na parte técnica e física. Acredito que o Flamengo...o Fluminense vai voltar a brigar pelo título - disse.

- Depois de tanto tempo sem jogar, ainda estou adquirindo ritmo. Seguir trabalhando e me eforçando para que as boas atuações voltem e que a gente possa contiunuar lutando pelo título. Treinar cada vez mais para chegar ao alto nível - salientou, acescentando especificamente sobre as vaias no domingo.

- Não fiz o bom jogo e a torcida tem o direito de criticar. Isso me motiva para ter boas atuações. É um desafio, gosto muito de desafio. Lutar para alcançar bom nível e me destacar pelo Fluminense - emendou o camisa 10.

 

Ainda em relação ao jogo com o Atlético-MG, Ronaldinho Gaúcho minimizou o fato de ter ido ao vestiário dos mineiros após a partida: - Isso não tem nada a ver. Eu faço isso em quase todos os jogos. Fiz lá uma história dentro do clube. Uma coisa não tem nada a ver com a outra. O meu mau rendimento não tem nada a ver com isso - avisou.

Com 33 pontos, o Fluminense saiu do G4 e foi para a sétima posição. A diferença para o líder Corinthians aumentou para 13. Mesmo assim, Ronaldinho Gaúcho acredita que o Tricolor das Laranjeiras segue na briga pelo título. O time paulista, inclusive, é o próximo adversário, nesta quarta-feira, às 22h, na Arena Corinthians, pela 22ª rodada.

- Tem que pensar em título. Sabemos que está distante, que está difícil, mas precisamos seguir trabalhando e tentar diminuir a diferença para o primeiro colocado. Vamos seguir trabalhando - encerrou.