Matheus Dantas
21/08/2017
22:52
Rio de Janeiro (RJ)

A partida entre Fluminense e Atlético-MG, nesta segunda-feira no Maracanã, teve dois tempos distintos. O primeiro foi dominado pelo Tricolor, enquanto o Galo foi melhor na segunda etapa. Apesar disso, a vitória da equipe de Abel Braga veio aos 42 minutos da etapa final, e o treinador comemorou demais o resultado de 2 a 1 que levou o Flu aos 30 pontos no Campeonato Brasileiro.

- Jogo bem distinto. Duas fases claras: não corremos risco no primeiro tempo. 1 a 0 ficou curto pelo que apresentamos. No segundo, o Valdívia fez seu melhor jogo no Atlético e mudou completamente a partida. Teve o dedo do treinador também, tirou Cazares da esquerda e nos complicou - comentou Abelão, antes de confirmar que temeu pelo pior quando o Galo dominava o confronto:

- Sofremos o empate e sentimos que era questão de tempo fazer o segundo. Sei lá. Alguma coisa nos iluminou, mudamos e tivemos êxito. Estávamos merecendo essa vitória há um tempo. Entramos em campo com atitude, o que não falta em jogo nenhum. Eram cinco jogos com muito empates - afirmou.

Confira outras respostas do técnico do Fluminense:

Evolução do time

Foi a primeira vez que repeti a equipe. houve melhor. Não tivemos tantos erros como contra o Santos, quando demos vários contra-ataques. Vamos seguir. Os problemas continuam. Nosso timee muda muito. O Henrique já jogou com quatro (na defesa). Na lateral-direita já foram quatro jogadores diferentes.

Postura da equipe

Atitude eu falei na palestra: quem quer sucesso tem que ter atitude, não desejo. Jogo passado a bola do Scarpa bateu na trave. Hoje tinha que entrar. Meu treinador de goleiro falou: "vamos começar a ganhar com gol no final." Foi bom que não deu para sofrer muito. Pelo primeiro tempo merecíamos (a vitória). Pelo segundo, não. Pelos jogos recentes sem vencer, mas sempre jogando bem, também merecíamos por isso.



Atitude eu falei na palestra, quem quer sucesso tem que ter atitude, não desejo. Jogo passado a bola do Scarpa bateu na trave. Hoje tinha que entrar. Meu treinador de goleiro falou: vamos começar a ganhar com gol no final. Pelo primeiro tempo merecíamos. Pelo segundo não. Pelos jogos recentes sem vencer, mas jogando bem, então merecíamos por isso.

Vaias a Fred

Futebol é amor e ódio. Você vê isso sempre. Antes do jogo, paixão louca, depois é ódio, briga, invasão ao CT... Grande jogador e grande cara (é o Fred), mas, hoje, a torcida está do lado oposto.