Wallace, zagueiro do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Wallace diz lidar com naturalidade com as críticas da torcida Flamengo (Foto: Divulgação/CRF/Gilvan de Souza)

LANCE!
22/03/2016
09:14

Capitão do time do Flamengo, Wallace tem sido um dos jogadores mais criticados e vaiados pelos torcedores rubro-negros desde o ano passado. Apesar de o sistema defensivo da equipe comandada por Muricy Ramalho ter sofrido apenas seis gols em 14 partidas até aqui nesta temporada, o zagueiro não tem sido poupado. Questionado sobre as críticas pelas quais tem passado constantemente, Wallace afirma que tem evoluído com as adversidades e não parece se importar muito com as opiniões dos flamenguistas sobre seu futebol.

- Isso é normal do futebol. Eu entendo o torcedor plenamente. Isso foi bom porque eu nunca havia passado por uma fase como essa. É na crise que a gente cresce. Hoje eu sou um profissional melhor e mais dedicado. Eu sou o capitão do maior clube do país e sei da responsabilidade que eu tenho... Acaba criando essa birra pelo tempo que eu estou aqui, por tudo que já passei pelo Flamengo. Agora, se eu estivesse aqui para me defender, eu acho que os quatro anos que eu passei no clube falam por si. Eu fui titular com todos os treinadores. Os mitos vão se criando assim. Alguém fala alguma coisa, outra concorda e por aí vai. O torcedor tem todo o direito, porque ele é passional, e nós temos que saber lidar com isso e ter maturidade - afirmou Wallace, em entrevista ao "SporTV", nesta segunda-feira.

Wallace tem 28 anos e está no Flamengo desde 2013, quando foi campeão da Copa do Brasil. No ano seguinte, foi campeão carioca. Acostumado a pressão que existe no clube, o zagueiro revelado pelo Vitória e com passagem pelo Corinthians, está otimista para o trabalho desta temporada e ainda elogiou o técnico Muricy Ramalho, que segundo o zagueiro, é muito aberto às opiniões dos jogadores em busca de um crescimento do time.

- O problema não é falar, o problema é ouvir. Tem treinador que não tem diálogo. Tem chefe que não tem diálogo e isso é normal... Tem treinador que não aceita. Agora, como atletas, nós também sentimos o que é melhor também. Nós estamos lá para executar o que o treinador determina... O Muricy é um cara do diálogo. Todo mundo falava que ele era muito ranzinza, mas é um cara que temos conversado bastante e e trocado muitas ideias. Tem treinador que não te dá essa liberdade e nós temos que entender, isso é normal, existe essa hierarquia. A gente está aqui para exercer o que ele (treinador te determina - afirmou Wallace sobre o relacionamento com Muricy e com treinadores em geral.