Guerrero vem em declínio no Flamengo (Foto: Paulo Sérgio/LANCE!Press)

Guerrero vem em declínio no Flamengo (Foto: Paulo Sérgio/LANCE!Press)

LANCE!
03/11/2015
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

De badalado a contestado. Paolo Guerrero vive semanas de turbulência no Flamengo. Apesar da experiência no futebol, já defendendo clubes europeus como o Bayern de Munique e Hamburgo, da Alemanha, o atacante e ídolo da seleção do Peru vem apresentando em campo pelo Rubro-Negro desempenhos aquém do esperado para alguém que recebe R$ 600 mil, o maior salário do elenco.

O temperamento de Guerrero em campo vem atrapalhando o Flamengo. Além de desfalcar o time por conta de convocações, tem ficado fora da equipe por suspensões. O atacante já recebeu oito cartões em 16 partidas que jogou pelo clube, o dobro do número de gols que já fez: quatro. O contrato do peruano com o Fla foi assinado no dia 16 de junho, há mais de quatro meses, fazendo cada gol custar R$ 600 mil.

Este nervosismo de Guerrero em campo, que resulta no número elevado de cartões, fez o forte investimento do Flamengo não se justificar, já que não tem mais chance de ir à Libertadores (segundo matemático Tristão Garcia, da Academia LANCE!). Mesmo com isto, Oswaldo de Oliveira e a cúpula do clube isentam o peruano da culpa pelos cartões, já que enxergam perseguição por parte da arbitragem – o técnico, inclusive, deixou este pensamento claro após a derrota para o Grêmio, domingo, quando Guerrero foi expulso ao fazer gesto indisciplinar.

Faltando seis jogos para o fim do ano do Flamengo – sendo cinco no Brasileiro e um amistoso –, Guerrero ficará fora de metade. Domingo que vem, contra o Goiás, pela suspensão, e nos dois seguintes por estar a serviço do Peru. O torcedor rubro-negro que no dia 23 de agosto gritava pela última vez “Acabou o caô, o Guerrero chegou”, quando o atacante fez o último gol, espera em 2016 uma história seja diferente. Pois em 2015 o caô não acabou.
GUERRERO NO FLAMENGO

Nervosismo
Guerrero não vem usando a experiência internacional para controlar o nervosismo. Em 16 jogos, foram oito cartões, sendo sete amarelos – considerando os dois amarelos que renderam o vermelho contra o Grêmio.

Com caô
Desde a estreia pelo Flamengo, Guerrero balançou as redes adversárias em apenas quatro oportunidades. A última vez foi no dia 23 de agosto, na vitória sobre o São Paulo – já são sete partidas sem gol do peruano.

Gol caro
Guerrero é o maior investimento feito pela atual diretoria do Flamengo no futebol. O atacante recebe R$ 600 mil mensais e não vem justificando o salário em campo. Já são mais de quatro meses da assinatura de seu contrato, e quatro gols feitos – cada um valendo R$ 600 mil.

Seleção e lesão
Maior ídolo da seleção do Peru, Guerrero desfalca o Flamengo constantemente para servir ao seu país. Além disso, ficou fora em algumas partidas por lesão.

Estatísticas
Guerrero não vem com boas estatísticas no Fla de acordo com o LANCE! Footstats. Além dos gols e cartões nos 16 jogos, tem 58,1% de finalizações erradas (25 contra 18 certas), 80% de cruzamentos errados (oito contra dois certos), além de corretos dois desarmes, três dribles e dois lançamentos. Ficou em posição de impedimento em 15 ocasiões. Fez 44 faltas e sofreu 37. Deu três assistências a gol.