icons.title signature.placeholder Pedro Barboza
icons.title signature.placeholder Pedro Barboza
31/08/2015
07:42

As duras críticas feitas no intervalo do clássico entre Flamengo e Vasco, pela Copa do Brasil, ao árbitro Wilton Pereira Sampaio, não estavam deixando Emerson Sheik dormir tranquilamente. Para reverter a situação, o atacante rubro-negro ligou para o árbitro para pedir desculpas antes da partida desde domingo. Por conta dos xingamentos, o jogador foi denunciado pelo Superior Trinunal de Justiça Desportiva (STJD).

A atitude, porém, de acordo com Sheik, não tem nada a ver com uma possível absolvição no julgamento, mas apenas a tentativa de retratação de um fato que desagradou a muitas pessoas.

- Sou um cara que todos me conhecem pois falo o que penso, na maioria das vezes acho que estou certo, mas quando erro, não vejo problema nenhnum em pedir desculpas. Eu liguei para o Wilton, árbitro da partida entre Vasco e Flamengo na Copa do Brasil, e pedi desculpas a ele, para a família dele em meu nome, nome da minha família, porque foi algo que desagradou a todos, principalmente comigo, fique extremamente chateado com a atitude, não foi legal e também pedi desculpas para quem estava transmitindo o jogo, ao repórter Éric Faria, que foi à beira do campo me entrevistar e é isso. Queria me retratar de uma coisa errada que eu fiz, e espero que as pessoas entendam. Não tem nada a ver com âmbito profissional, mas sim pessoal. É um coisa minha, partiu de mim, nem o Flamengo tem a ver com isso. O recado foi dado, e espero que as pessoas possam me desculpas, pois não sou desse jeito, falo o que penso, não vou perder esse jeito pois é uma coisa minha, e o que eu entender que está errado eu vou falar, mas dessa vez eu acabei ofendendo uma pessoa que não tinha nada a ver, em um momento da partida que eu achei que teria sido uma falta, mas não justifica o que eu fiz - disse Emerson Sheik.

Emerson também mostrou preocupação com uma possível suspensão:

- Óbvio que fico preocupado, sei da importância que tenho dentro da equipe, mas quero deixar bem claro que o pedido de desculpas não tem nada a ver com lado profissional, mas pessoal. Agora é claro que preocupa, pois fui contratado para jogar e não para ser suspenso. Dificilmente peço desculpas a alguém. Não quero saber disso (punição), estou com a cabeça boa agora, tranquilo, estou há duas noites sem dormir direito por conta disso, liguei para pedir desculpas e não tem nada a ver com o lado profissional.

Desde que chegou ao Flamengo, Emerson Sheik ficou fora de apenas uma partida, ao ter que cumprir suspensão automática ao levar o terceiro cartão amarelo.

As duras críticas feitas no intervalo do clássico entre Flamengo e Vasco, pela Copa do Brasil, ao árbitro Wilton Pereira Sampaio, não estavam deixando Emerson Sheik dormir tranquilamente. Para reverter a situação, o atacante rubro-negro ligou para o árbitro para pedir desculpas antes da partida desde domingo. Por conta dos xingamentos, o jogador foi denunciado pelo Superior Trinunal de Justiça Desportiva (STJD).

A atitude, porém, de acordo com Sheik, não tem nada a ver com uma possível absolvição no julgamento, mas apenas a tentativa de retratação de um fato que desagradou a muitas pessoas.

- Sou um cara que todos me conhecem pois falo o que penso, na maioria das vezes acho que estou certo, mas quando erro, não vejo problema nenhnum em pedir desculpas. Eu liguei para o Wilton, árbitro da partida entre Vasco e Flamengo na Copa do Brasil, e pedi desculpas a ele, para a família dele em meu nome, nome da minha família, porque foi algo que desagradou a todos, principalmente comigo, fique extremamente chateado com a atitude, não foi legal e também pedi desculpas para quem estava transmitindo o jogo, ao repórter Éric Faria, que foi à beira do campo me entrevistar e é isso. Queria me retratar de uma coisa errada que eu fiz, e espero que as pessoas entendam. Não tem nada a ver com âmbito profissional, mas sim pessoal. É um coisa minha, partiu de mim, nem o Flamengo tem a ver com isso. O recado foi dado, e espero que as pessoas possam me desculpas, pois não sou desse jeito, falo o que penso, não vou perder esse jeito pois é uma coisa minha, e o que eu entender que está errado eu vou falar, mas dessa vez eu acabei ofendendo uma pessoa que não tinha nada a ver, em um momento da partida que eu achei que teria sido uma falta, mas não justifica o que eu fiz - disse Emerson Sheik.

Emerson também mostrou preocupação com uma possível suspensão:

- Óbvio que fico preocupado, sei da importância que tenho dentro da equipe, mas quero deixar bem claro que o pedido de desculpas não tem nada a ver com lado profissional, mas pessoal. Agora é claro que preocupa, pois fui contratado para jogar e não para ser suspenso. Dificilmente peço desculpas a alguém. Não quero saber disso (punição), estou com a cabeça boa agora, tranquilo, estou há duas noites sem dormir direito por conta disso, liguei para pedir desculpas e não tem nada a ver com o lado profissional.

Desde que chegou ao Flamengo, Emerson Sheik ficou fora de apenas uma partida, ao ter que cumprir suspensão automática ao levar o terceiro cartão amarelo.