HOME - Treino do Flamengo em Mangaratiba - Marcelo Cirino (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Marcelo Cirino treinou entre os titulares na manhã desta sexta, na Gávea (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

João Matheus Ferreira
29/01/2016
10:43
Rio de Janeiro (RJ)

No último treino antes da estreia no Campeonato Carioca, marcada para sábado, às 19h30, contra o Boavista no Giulite Coutinho, o Flamengo não pôde contar com o meia Gabriel e o atacante Emerson Sheik. Os dois fizeram um trabalho específico na academia da Gávea, na manhã desta sexta-feira, e foram substituídos por Chiquinho e Marcelo Cirino no time titular. O clube informou que a ausência foi por precaução e, a princípio, não preocupam para a estreia.

Durante a atividade, que por conta do calendário apertado não demorou muito, o técnico Muricy Ramalho comandou um trabalho tático e técnico com toda a extensão do campo liberada para os jogadores. Inicialmente, os atletas tinham que treinar saída de bola para criar jogadas ofensivas, principalmente pelas laterais. Em seguida, o treinamento foi de bola parada defensiva. A atividade, aliás, foi bem parecida com a feita na véspera do jogo contra o Galo.

O time titular foi formado com Paulo Victor; Rodinei, Wallace, Juan e Jorge; Márcio Araujo; Willian Arão, Chiquinho, Marcelo Cirino e Everton; Guerrero. Já os reservas jogaram Alex Muralha; Pará, Léo Duarte, Rafael Dumas e Arthur; Cuéllar; Ronaldo, Mancuello, Douglas Baggio e Thiago Santos; Felipe Vizeu.

Os jogadores ainda disputaram um animado rachão, algo tradicional na véspera de alguns jogos. Também não durou mais que meia hora. Na parte final, uma atividade em campo reduzido apenas para os reservas. Muricy acompanhou de perto, justamente para avaliar os demais atletas do elenco.