HOME - Entrevista coletiva no Flamengo - Rodrigo Caetano (Foto: Paulo Sérgio/LANCE!Press)

Dirigente conversou com a imprensa um dia após membros de organizadas invadirem o Ninho (Foto: Paulo Sérgio)

Paulo Victor Reis
29/03/2016
12:58
Rio de Janeiro (RJ)

O diretor executivo do Flamengo, Rodrigo Caetano, disse que o Flamengo pode ir em busca de dois ou três reforços para a disputa do Campeonato Brasileiro. O dirigente concedeu entrevista coletiva nesta terça-feira, no Ninho do Urubu, para esclarecer a posição do clube diante da invasão dos torcedores ao centro de treinamento na última  segunda-feira, mas falou sobre outros assuntos, como o número de jogadores do elenco.

- Nosso planejamento inicial, em dezembro, era de não utilizar a equipe principal no Campeonato Carioca, mas não foi possível (por imposição contratual). Há jogadores que trouxemos que deveriam ser utilizados e avaliados no Estadual, mas que, por conta disso, não puderam. Não teremos estádio (sem o Maracanã). Esta maratona de jogos pode nos fazer aumentar as peças de reposição. Estamos discutindo internamente. É possível que mantenhamos o elenco ou até com acréscimo de duas ou três peças (para o Brasileiro), visando esta maratona - disse o dirigente.

Rodrigo Caetano falou abertamente sobre a invasão dos torcedores ao Ninho e disse que o clube pode rever a infra-estrutura do CT no que diz respeito à segurança.

- Temos pessoas competentes para encontrar a melhor solução. O episódio acendeu sinal de alerta. Departamentos responsáveis estão atuando desde ontem. Apesar desse ato lamentável, não houve nenhum tipo nem de ato nem de fala áspera. Aqui deve ser um local onde os profissionais possam exercer seu trabalho normalmente. Foi um episódio lamentável, infelizmente corriqueiro. A cada semana vemos um CT invadido, reunião com torcida que se diz organizada - comentou.