Flamengo x Ponte Preta

Flamengo e Ponte Preta duelaram neste domingo (Foto: Adalberto Marques/AGIF)

Pedro Barboza
22/11/2015
20:03
Rio de Janeiro (RJ)

O reencontro do Flamengo com o estádio Mané Garrincha não foi nada animador para os brasilienses, depois da derrota por 2 a 0 diante do Coritba. Em um jogo de muitas oportunidades e eletrizante até o fim,  o Rubro-Negro apenas empatou com a Ponte Preta, em 1 a 1, na noite deste domingo, em Brasília, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, deixando o torcedor novamente frustrados.

Quase sem nenhuma chance de G5, o Rubro-Negro entrou um tanto quanto desligado em campo, e viu a equipe paulista dominar as atividades em quase todo o primeiro tempo. E se não fosse a interpretação de Dewson Fernando Freitas, aos quatro minutos, a situação podia ficar ainda mais complicada. O árbitro, porém, anulou o gol de Cristian, alegando um toque de mão do camisa 10.


Depois disso, os comandados de Oswaldo entraram mais em jogo, mas há quem diga que 2015 não é mesmo o ano de Guerrero. De volta ao time titular, o peruano até que tentou mas parou, incrivelmente, nas mãos de Marcelo Lomba em dois lances de oportunismo.

Por outro lado, se não fosse o goleiro Paulo Victor, a situação da partida seria completamente diferente, já que o camisa 48 fez grandes defesas na primeira etapa.

Mas se o gol está fechado para Guerrero, Gabriel, que vem em um bom momento, foi feliz aos dez minutos do segundo tempo para abrir o marcador e deixar o clima ainda mais tranquilo no Mané Garrincha. Daí em diante, as vaias viraram gritos de apoio.

Tudo poderia ficar ainda melhor para o Flamengo, quando aos 25 minutos, Ferron erra um passe para dentro da própria área, Guerrero intercepta, dribla Marcelo Lomba e toca para Alan Patrick. O meia dribla o zagueiro e chuta por cima do gol.

A última vez que esteve em Brasília, há dois meses, o Fla perdeu e foi bastante criticado


Quando tudo parecia para caminhar para uma vitória, o time de Oswaldo peca nas bolas paradas. Aos 32 minutos, após um escanteio, César Martins escora para o fundo da área, e Diego Oliveira, que acabara de entrar em campo, aproveita a falha da defesa para igualar o placar.  Nem mesmo a ausência de Lomba, que levou uma pancada na cabeça, no lance com Guerrero, foi suficiente para o Fla ampliar.  No fim, Diego Oliveira, que assumiu o gol, ainda segurou uma falta de Ayrton.

FLAMENGO 1 X 1 PONTE PRETA

Local:
Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Data: 22 de novembro de 2015
Horário: 18h (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa/PE)
Assistentes: Sidmar dos Santos Meurer (MG) e Daniel Henrique da Silva Andrade (DF)
Público/Renda: 12.814 pagantes / R$ 640.000,00
Cartões amarelos: Renato Chaves (PON) e Guerrero, César Martins e Alan Patrick(FLA)
GOL:  Gabriel, 10'/2ºT (1-0) e Diego Oliveira, 32'/2ºT (1-1)

FLAMENGO: Paulo Victor; Pará, César Martins, Wallace e Everton (Ayrton, intervalo); Márcio Araújo, Jonas (Canteros, intervalo) e Alan Patrick; Gabriel, Sheik (Ederson, 22'/2ºT) e Guerrero. Téc: Oswaldo de Oliveira

PONTE PRETA: Marcelo Lomba; Rodinei, Renato Chaves, Ferron e Gilson; Fernando Bob, Elton, Clayson (Keno, 19ºT) e Biro Biro; Cristian (Diego Oliveira, 19'/2ºT) e Alexandro (Borges, 27'/2ºT). Téc: Felipe Moreira