Flamengo x Bahia na Copinha (Foto: reprodução Sportv)

Flamengo supera o Bahia nos pênaltis pela quarta fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior  (Foto: Reprodução / SporTV)

RADAR/LANCE!
17/01/2016
17:29
São Paulo (SP)

Neste domingo, Bahia e Flamengo fizeram a reedição da final da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2011. Na ocasião, a partida terminou 2 a 1 e o Rubro-Negro levantou o título da Copinha. Nesta edição, válido pela quarta fase da competição, um jogo emocionante marcou o reencontro de cariocas e baianos. Disputada no Estádio Comendador Souza, em São Paulo, após empate por 2 a 2 no tempo regular, a partida foi para as penalidades e o Flamengo  levou a melhor, com 5  gols contra 4 do Bahia.

Na primeira série de cinco cobranças, empate em 3 a 3. Pelo Flamengo, Thiago Ennes, Alan, Luã, Thiago (goleiro) e Lucas Paquetá converteram as penalidades. Léo Duarte e Michael foram os dois que erraram pelo Fla. No Bahia, Max, Geovane Itinga, Sebastien e Jaques acertaram o gol. Alisson e Clayton não marcaram.

Por ter feito melhor campanha, o Flamengo entrou em campo já classificado para às quartas de final e agora a equipe do Rio aguarda seu adversário na próxima fase do torneio. Os oponentes saem do confronto entre São Paulo e Rondonópolis, que se enfrentam mais tarde, às 19h45, em Mogi das Cruzes.

Já o Bahia, mesmo com a derrota, ainda tem chances de classificação. A equipe baiana se classifica se o São Paulo vencer o Rondonópolis. Se isso acontecer, o tricolor baiano enfrentará o América-MG nas quartas de final. 

O Jogo:

Cem por cento na competição - 5 vitórias e 1 empate-  o Rubro-Negro iniciou a partida com forte presença ofensiva. Logo nos primeiros minutos, após erro na saída de bola do Bahia, o Flamengo teve sua primeira chance, porém a investida foi desperdiçada pelo meia Lucas Paquetá, que chutou para fora.  Depois, aos 15 minutos, os cariocas tiveram mais uma oportunidade de abir o placar. O zagueiro Caio colocou a mão na bola, dentro da área, e o arbitro sinalizou pênalti para o Flamengo. A cobrança de Cafú não foi das melhores e o goleiro Deijair defendeu sem dar rebote. 

Após a defesa, o tricolor baiano tentou imprimir velocidade e equilibrar a partida, porém a equipe do nordeste não conseguiu oferecer grandes riscos ao Flamengo. No final do primeiro tempo, os cariocas tiraram o zero do marcador. Felipe Vizeu, artilheiro do grupo rubro-negro, balançou as redes em duas oportunidades. A primeira, após receber passe rasteiro de Lucas Paquetá, no centro da pequena área, o camisa 9, livre de marcação, só escorou para o fundo do gol. No segundo, o Flamengo fez bela triangulação pelo lado direito do campo, até que Thiago Ennes cruzou, com perfeição, na cabeça de Felipe Vizeu.

Na volta do intervalo, um jogo bastante movimentado e emocionante.  Aos 24 minutos, o Bahia  chegou ao gol com o zagueiro Jonas, mas o auxiliar indicou impedimento e o gol foi anulado. O Bahia continuou insistindo até que, de forma dramática, chegou ao empate. Na final da segunda etapa, Alisson fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Geovane Itinga, que completou para o gol. 

Logo na sequência, o Bahia recuperou a bola em seu campo de ataque e Geovane Itinga, de novo, marcou para o tricolor, empatando a partida. Desta vez, com uma bomba de fora da área, no ângulo esquerdo de Thiago. 

Escalações:

Flamengo: Thiago, Lincoln, Thiago Ennes, Léo Duarte, Michael, Kléber (Intervalo - Luã), Arthur Bonaldo, Cafu, Matheus Savio (28'/ 2º Henrique) , Lucas Paquetá e Felipe Vizeu. 

Bahia: Deijair, Edimundo, Jonas, Jaques e Alisson Borges; Caio(36'/2º Clayton), Júnior, Felipinho (29'/2º Sebastian) e Max; Cristiano(34'/2º Fabrício) e Geovane Itinga.