Estádio Giulite Coutinho (Foto: Divulgação/América)

Estádio Giulite Coutinho foi interditado pela prefeitura na tarde desta sexta (Foto: Divulgação/América)

João Matheus Ferreira
29/01/2016
19:10
Rio de Janeiro (RJ)

O jogo entre Flamengo e Boavista, neste sábado, às 19h30, está sob risco. Na tarde desta sexta, a Prefeitura de Mesquita, cidade da Baixada Fluminense, interditou o Giulite Coutinho e pegou todo mundo de surpresa. Durante a semana, o estádio recebeu uma visita da Defesa Civil, que cobrou mudanças que não foram feitas. Assim, a Prefeitura resolveu interditar o local nesta sexta. A informação foi divulgada inicialmente pelo jornal O Globo.

Em conjunto, as diretorias de Flamengo e América, proprietário do estádio, trabalham para que a partida possa ser realizada sem qualquer impedimento. O Rubro-Negro informou: "Apresentamos todos os laudos requeridos para a realização da partida deste sábado. Essa documentação foi entregue à Federação, que confirma as condições para a realização da partida". Segundo o site da Ferj, o Giulite Coutinho possui laudos da PM, dos Bombeiros e da Vigilância Sanitária em vigor para toda a temporada. 

- Objetivamente estamos buscando as providências necessárias para que o evento possa acontecer, e acredito que o Flamengo esteja fazendo o mesmo. Lamentamos que isso ocorra a menos de 24 horas da partida. O prejudicado nisso não é o Flamengo, nem o América. É a torcida do Flamengo - disse o diretor executivo do América, Marco Antonio Teixeira, ao LANCE!.

Confira o comunicado feito pela Defesa Civil:
"Comunicamos ao público que a edificação encontra-se interditada por esta Secretaria Municipal de Defesa Civil com base na Legislação em vigor, e nas atividades atribuídas a esta SEMDEC estabelecidos no Decreto Nº 244 de 25 de janeiro de 2005, Lei Nº 12.608 de Abril de 2012. Lei complementar Nº 019 de 16 de Dezembro de 2015. Em observância aos autos de Notificação 001/2016 e 002/2016 e aos relatórios número 05/2016 e 01/2016 entregues ao dia 27/01/2016, fica impedido o transito de pessoas neste local por risco iminente de ocorrência de desastres, motivo pelo qual foi necessária a intervenção preventiva. s motivos e documentos relacionados acima estarão disponíveis para consulta pública na Secretaria Municipal da Defesa Civil (Avenida Coelho da Rocha - Nº 1426 - Rocha Sobrinho)"