icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/08/2015
11:05



A contratação de Oswaldo de Oliveira foi a melhor feita pela gestão de Eduardo Bandeira de Mello, desde que assumiu o clube, em 2013. Ele é o oitavo desde então, número elevado para um período de dois anos e sete meses. E uma coisa é certa: mesmo com as deficiências técnicas de alguns jogadores, principalmente do meio para trás, Oswaldo de Oliveira tem condições de fazer o Flamengo voltar a jogar como gigante, ponto que pelo tamanho do clube nunca poderia ser deixado de lado.

Com as peças que possui, Oswaldo de Oliveira dará um jeito no Flamengo. Explorando o que cada jogador tem de melhor. Nesta (re)estreia, neste domingo, contra o São Paulo, algo de sua filosofia já poderia ser notada em campo, mas pelo pouco tempo que teve – assumiu o clube na quinta-feira – não pode ser cobrado se o time ainda repetir alguns erros que apresentou ao longo do primeiro turno.

Agora, sim, o Flamengo tem um treinador qualificado. Se a primeira passagem durou apenas 18 partidas, em 2003, esta de agora tem grande chance de chegar a alguns anos. Porém, o torcedor rubro-negro precisa ter um ponto em mente: já é um pouco tarde para o time conseguir chegar ao G4 do Brasileiro. O que será possível neste ano será escapar da briga contra a confusão. O que leva para a Copa do Brasil, torneio no qual poderá chegar longe e conquistar o título, como aconteceu em 2003. O resultado adverso do primeiro jogo com o Vasco pode ser mudado sem dificuldade. Basta não errar mais.

[[GAL:LANPGL20150820_0008]]



A contratação de Oswaldo de Oliveira foi a melhor feita pela gestão de Eduardo Bandeira de Mello, desde que assumiu o clube, em 2013. Ele é o oitavo desde então, número elevado para um período de dois anos e sete meses. E uma coisa é certa: mesmo com as deficiências técnicas de alguns jogadores, principalmente do meio para trás, Oswaldo de Oliveira tem condições de fazer o Flamengo voltar a jogar como gigante, ponto que pelo tamanho do clube nunca poderia ser deixado de lado.

Com as peças que possui, Oswaldo de Oliveira dará um jeito no Flamengo. Explorando o que cada jogador tem de melhor. Nesta (re)estreia, neste domingo, contra o São Paulo, algo de sua filosofia já poderia ser notada em campo, mas pelo pouco tempo que teve – assumiu o clube na quinta-feira – não pode ser cobrado se o time ainda repetir alguns erros que apresentou ao longo do primeiro turno.

Agora, sim, o Flamengo tem um treinador qualificado. Se a primeira passagem durou apenas 18 partidas, em 2003, esta de agora tem grande chance de chegar a alguns anos. Porém, o torcedor rubro-negro precisa ter um ponto em mente: já é um pouco tarde para o time conseguir chegar ao G4 do Brasileiro. O que será possível neste ano será escapar da briga contra a confusão. O que leva para a Copa do Brasil, torneio no qual poderá chegar longe e conquistar o título, como aconteceu em 2003. O resultado adverso do primeiro jogo com o Vasco pode ser mudado sem dificuldade. Basta não errar mais.

[[GAL:LANPGL20150820_0008]]