Santos x Flamengo (Foto: Ivan Storti/Lancepress!)

Jorge destoou sendo expulso e prejudicando o Flamengo na partida contra o Santos (Foto: Ivan Storti/Lancepress!)

David Nascimento
20/11/2015
10:15
Rio de Janeiro (RJ)

Apesar das dificuldades que surgem quando joga na Vila Belmiro, o Flamengo entrou em campo na quinta-feira com disposição, principalmente no primeiro tempo com Gabriel. Porém, não foi o suficiente e saiu com empate sem gols, placar que deixa quase impossível o sonho do Rubro-Negro em ainda chegar a um possível G5 (caso o campeão da Copa do Brasil, com a final sendo entre Santos e Palmeiras, fique entre os quatro primeiros no Brasileiro) para ter vaga na Copa Libertadores do próximo ano.

Oswaldo de Oliveira montou o Flamengo para a partida com uma proposta ofensiva, preservando o atacante Paolo Guerrero – ele jogou na terça-feira à noite pelo Peru e não treinava com o elenco rubro-negro há mais de uma semana. O trio de ataque titular com Gabriel, Emerson Sheik e Kayke conseguiu funcionar bem nos 45 minutos iniciais. Ao mesmo tempo, a parte defensiva da equipe não teve grandes erros, cumprindo bem o que foi proposto pelo treinador antes do jogo.

O Flamengo segue nesta sexta-feira direto de São Paulo para Brasília, onde domingo pega a Ponte

No segundo tempo, o ritmo do Flamengo acabou diminuindo em um todo, abrindo espaços para o Santos, que passou a dominar o meio de campo. O goleiro Paulo Victor atuou bem quando exigido. O único porém a ser destacado vai para o lateral-esquerdo Jorge. Em um duelo sem problemas, acabou sendo expulso após receber dois cartões amarelos de forma completamente boba.

De São Paulo, o Flamengo segue nesta sexta-feira direto para Brasília, onde faz dois treinos antes do jogo de domingo, contra a Ponte Preta, no Mané Garrincha. Serão alguns dias longe do Rio de Janeiro para armar a tentativa final de não dar adeus a 2015.