Muricy Ramalho durante treino do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Técnico Muricy Ramalho chegou ao Flamengo no início desta temporada (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

LANCE!
30/04/2016
08:15
Rio de Janeiro (RJ)

No início da temporada, Muricy Ramalho chegou ao Flamengo com toda a pompa e expectativa que o currículo dele permite. Porém, os resultados neste primeiro semestre passaram longe do esperado, com as eliminações precoces na Primeira Liga e Campeonato Carioca, decepcionando não só a torcida rubro-negra, como também o próprio treinador. Ele afirma que o trabalho vem sendo conduzido da maneira correta, porém, sincero, admite que já passou do momento de o trabalho começar a render bons frutos.

– Acho que trabalho está sendo muito bem feito. É um trabalho que estou feliz em participar. Agora, tem de começar a ter resultados. O trabalho, infelizmente, às vezes, é bom e não se tem o resultado. Agora é hora de ter resultado, até pelo entrosamento entre os jogadores, tempo trabalhando junto... O trabalho está sendo bem feito, uma hora dá resultado. Espero que seja logo – disse.

E não é só Muricy que está incomodado com o que vem acontecendo. Segundo o treinador, os jogadores estão bastante chateados, rechaçando qualquer possibilidade de “corpo mole” ou de que o time pouco está se importando, uma das reclamações da torcida – principalmente depois da derrota para o Vasco, que acabou tirando o Fla do Estadual.

– Acho que todos estamos conscientes de que temos que ir mais atrás do resultado. É um grupo que trabalha muito. Estão aborrecidos, sim. Já trabalhei com muitos grupos que, às vezes, não ficavam incomodados com nada. Esse grupo tem uma disciplina incrível, mas é resultado. Às vezes, você não tem um grupo como a gente tem, e o resultado esconde. É um grupo que está querendo, trabalhando duro, por isso temos confiança de ter o resultado. Esse time é muito preocupado em relação ao que está acontecendo – garante.

Desde que Muricy chegou à Gávea, a torcida espera a comemoração com a famosa batida no braço. Aqui, tem sido trabalho, mas ainda não tem sido vitórias, algo que o treinador espera mudar em breve para justificar toda a esperança que o nome dele causou.