Apresentação de Mancuello

Mancuello assinou contrato de quatro anos de duração com o Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

João Matheus Ferreira
15/01/2016
17:05
Rio de Janeiro (RJ)

Pouco antes de Federico Mancuello falar as primeiras palavras na coletiva que marcou a apresentação dele como reforço do Flamengo, na manhã desta sexta-feira, o diretor executivo de futebol Rodrigo Caetano informou que o meia usaria a camisa 23, embora a numeração dos atletas ainda não tenha sido definida. O dirigente aproveitou e disse que, posteriormente, o argentino explicaria a razão da escolha. Muitos não entenderam, mas Mancuello explicou logo. E acabou arrancando algumas risadas na sala de imprensa.

- Foi o número que comecei jogando no Independiente e fui campeão da Sul-Americana, em 2010. E, também, é a diferença de clássicos entre Independiente e Racing. Saí de lá com 23 vitórias a mais, então é uma memória boa que guardo (risos) - comentou o novo reforço rubro-negro.

Independiente e Racing formam uma das maiores rivalidades da Argentina. É o chamado "Clássico de Avellaneda", província de Buenos Aires onde se situam os dois clubes. Apesar da clara provocação ao rival, Mancuello, que não esconde de ninguém o fato de ser torcedor apaixonado dos "Rojos", clube que o revelou para o futebol, explicou o que ele faz fora de campo.

- Sou uma pessoa muito tranquila. Depois do treino gosto de ficar em casa com a minha família tomando mates e compartilhando momentos com as pessoas que estão por perto. Gosto muito de ficar com minha família - disse.


Ex-jogador do Independiente, Mancuello foi contratado por três milhões de dólares (cerca de R$ 12 milhões) e assinou contrato de quatro anos com o Flamengo. O clube ficará com 90% dos direitos econômicos do jogador.  A expectativa, como o próprio disse na apresentação, é de que na próxima semana ele já comece a fazer trabalhos com bola no campo.