Copa São Paulo - Flamengo

Flamengo chegou até a final com sete vitórias e um empate (Foto: Maurício Rummens/Fotoarena/LANCE!Press)

LANCE!
24/01/2016
20:09
Rio de Janeiro (RJ)

O Flamengo vai em busca do tricampeonato da Copinha diante do Corinthians, nesta segunda-feira, às 10h (de Brasília). Invicto na competição, o Rubro-Negro já acumula sete vitórias e um empate. Com esta boa campanha, os garotos do clube da Gávea estão muito confiantes de que podem levantar o caneco.

– Viemos batalhando, sabíamos que era um campeonato bem difícil. Agora, é ir com tudo. Vai ser um grande jogo, são duas grandes torcidas e temos que estar preparados para sair com o título – afirma Lucas Paquetá, autor do gol da classificação para a grande final, com a vitória de 2 a 1 sobre o América-MG.


Artilheiro do Flamengo na Copinha, com sete gols, o atacante Felipe Vizeu é outro que está muito otimista no time rubro-negro.

– Alcançamos o que queríamos, mas não vamos parar por aqui. Vamos lutar para levar esse título para a Gávea – diz o atleta.

Vizeu é um dos destaques do Flamengo e também da competição. Além dele, outros jogadores rubro-negros chamaram atenção com boas atuações, como o volante Ronaldo.

O Flamengo já conquistou a Copinha em duas ocasiões: a primeira em 1990 e a segunda em 2011. Nesta última ocasião, o goleiro César, hoje no elenco profissional, foi um dos grandes destaques. Ele deseja sorte para o também goleiro Thiago, que hoje defende a meta rubro-negra entre os jovens na Copa São Paulo.

– Thiagão, é só continuar arrebentando com tranquilidade, que vai dar tudo certo para todos. Todo o grupo (profissional) está torcendo e que vocês possam arrebentar – disse o defensor do Flamengo.

No ano passado, o Rubro-Negro foi eliminado precocemente, nas oitavas de final da Copinha, pelo Atlético-MG, nos pênaltis. Agora, porém, o sonho do título ainda está muito vivo. Os garotos comandados pelo técnico Zé Ricardo – e o próprio treinador – enfrentarão o grande desafio da carreira até aqui.

O jovem Matheus Sávio pode ser a novidade no time titular. Ele entrou no lugar de Klebinho e foi decisivo na vitória sobre o América-MG, na semifinal da competição.