Coletiva Juan Flamengo (Foto:Wagner Meier/Lancepress!)

Juan em entrevista no Flamengo (Foto:Wagner Meier/Lancepress!)

Paulo Victor Reis
27/04/2016
12:48
Rio de Janeiro (RJ)

O momento é de reflexão no Flamengo. Eliminado da Primeira Liga e do Campeonato Carioca, o Rubro-Negro tenta se reestruturar para a disputa do Campeonato Brasileiro pensando em corrigir os erros. O zagueiro Juan concedeu entrevista coletiva nesta quarta-feira e falou abertamente sobre a situação do grupo, pressionado por melhores resultados. O defensor fez uma autocrítica do desempenho da equipe e admitiu que é preciso melhorar.

- Temos de evoluir muito. O Campeonato Brasileiro é muito mais difícil do que a Primeira Liga e o Carioca. Até agora, os objetivos não foram alcançados. Precisamos ter a consciência de que não está bom. Temos que colocar a cabeça no lugar, ver o que fizemos nesses quatro meses - disse o defensor, que espera uma boa lição para a equipe após este momento conturbado.

- Não podemos esquecer isso, mas devemos olhar olhar para frente. Temos o Brasileiro pela frente e se ficarmos sempre lamentando a eliminação... Às vezes, a derrota dá uma lição maior do que uma vitória - comentou.

Juan também saiu em defesa do companheiro de zaga, Wallace. Ele foi perguntado se considera o parceiro perseguido e deu exemplos do passado para responder.

- Não sei se é perseguido. Já vi jogadores que eram perseguidos, que começavam os jogos sendo vaiados, mas eles deram a volta por cima. O grupo apoia ele. É um jogador de personalidade, tem experiência. O mais importante de tudo é que nós voltemos a vencer. Quando vencemos, as coisas são esquecidas - analisou.