Treino do Flamengo - Jayme de Almeida (Foto: Cleber Mendes/Lancepress!)

Jayme de Almeida está no comando do Fla até o retorno de Muricy Ramalho (Foto: Cleber Mendes/Lancepress!)

LANCE!
22/05/2016
18:46
Porto Alegre (RS)

Técnico interino do Flamengo, Jayme de Almeida foi breve ao explicar a entrada de Márcio Araújo no time titular do Rubro-Negro neste domingo, na derrota por 1 a 0 para o Grêmio, em Porto Alegre. De acordo com Jayme, a equipe precisava de um maior poder de marcação atuando fora de casa, e o contestado camisa 8 tem esta característica,

- Foi no aspecto do jogo em si. Precisávamos de dois jogadores que marcassem muito no meio campo. No meu modo de ver, os dois jogadores que tem esse poder são o Márcio Araújo e Cuellar - explicou Jayme de Almeida, que deixou Willian Arão no banco para a entrada de Márcio Araújo.

Foi o segundo jogo de Jayme de Almeida no comando do Flamengo por conta da ausência de Muricy Ramalho, que sofreu uma arritmia cardíaca na última terça-feira. Mesmo assim, houve o contato entre Muricy e Jayme antes do jogo.

 - A ideia partiu de mim e do Tata. Claro que o Muricy ligou, afinal, é inegável que ele ainda é o comandante. Ninguém é dono da verdade, então temos que ouvir as opiniões. Muricy gostou da ideia, nos apoiou e deu tranquilidade.


O treinador também comentou o momento ruim do Flamengo na temporada. Após a queda precoce na Copa do Brasil, o trabalho do departamento de futebol do clube da Gávea está sendo bastante questionado pela torcida. 

Para Jayme de Almeida, só há uma saída para o crise no futebol do Flamengo.

- Podemos reverter isso com trabalho. Temos que seguir o caminho. A derrota não apaga o que fizemos em campo. Foi uma partida difícil e o Flamengo se comportou bem. No Brasileiro, tem que fazer os pontos em casa. Fora, ganha, perde, empata. São jogos parelhos.