Macaé x Flamengo

Cirino teve boa atuação diante do Macaé (Foto: Cleber Mendes/Lancepress!)

Paulo Victor Reis
04/02/2016
07:05
Rio de Janeiro (RJ)

A vitória do Flamengo sobre o Macaé, por 2 a 0, no Moacyrzão, teve alguns fatos marcantes. O primeiro deles e que provavelmente chamou mais atenção foi o gol do zagueiro Wallace, que abriu o placar. O defensor começou o jogo sendo vaiado, ainda que timidamente, e superou a situação ao balançar a rede, num lance em que demonstrou frieza na finalização. Porém, o jogador não comemorou e apenas cumprimentou os companheiros.

Já o atacante Marcelo Cirino foi um dos melhores jogadores em campo. Ele foi muito voluntarioso durante toda a partida, correndo em todos os lados do campo, mas na maioria do tempo na direita. Por fim, foi premiado com um gol de cabeça. Ele conta com a confiança do técnico Muricy Ramalho e começou o ano em alta.

No que diz respeito ao extracampo, também houve fatos revelantes a serem registrados. Nos meados do segundo tempo, um refletor localizado acima da arquibancada destinada à torcida do Macaé pegou fogo. As chamas assustaram a alguns torcedores, mas, felizmente, não se alastraram. Para evitar maiores problemas, policiais isolaram a área abaixo do refletor. Curiosamente, nesta mesma semana, um fato parecido marcou o jogo entre São Caetano e Bauru, pela Superliga feminina de vôlei. Naquela ocasião, houve um foco de incêndio numa lâmpada do ginásio, o que paralisou a partida por alguns minutos. 

Cerca de 50 minutos após a partida entre Macaé x Flamengo, dois tiros foram ouvidos nas proximidades do estádio. Os disparos pareciam ter vindo de uma comunidade vizinha ao Moacyrzão. Alguns torcedores que ainda estavam no no entorno da região ficaram apreensivos.