Coletiva esportes olímpicos do Flamengo

Diretoria dos esportes olímpicos concedeu entrevista coletiva nesta terça, na Gávea (Foto: iFlamengoNews)

LANCE!
12/01/2016
12:51
Rio de Janeiro (RJ)

O Flamengo está realmente disposto a se tornar uma potência olímpica no Brasil. Nesta terça-feira, o departamento de esportes olímpicos do clube concedeu uma entrevista coletiva, na Gávea, para apresentar três reforços da pasta: Ronald Ramon (basquete), Luiz Altamir (natação) e Jardel (vôlei). O vice-presidente de esportes olímpicos, Alexandre Póvoa, aproveitou para destacar o trabalho feito pela diretoria e mostrar qual a meta para os próximos anos.

-  Vamos terminar esse ciclo olímpico com o clube pronto para ser uma potência olímpica. Cuidamos, também, da ciência do esporte, com psicologia, fisioterapia, medicina e etc. Temos cerca de R$ 1 milhão para construir esse centro de ciência. O Flamengo saiu de uma situação de penúria, onde vivia de favor ao futebol, para algo muito melhor. Nosso objetivo é, a partir de 2020, ser a maior potência olímpica deste país - comentou o dirigente rubro-negro.

O diretor de esportes olímpicos Marcelo Vido também participou da coletiva, e deixou claro que o objetivo do clube é ter 20 representantes nas Olimpíadas deste ano, no Rio de Janeiro. Póvoa reforçou o objetivo e aproveitou para relembrar tudo o que foi feito ao longo destes três anos da gestão da diretoria.

- Para se ter uma ideia, nesses três anos foram 121 títulos, média de um a cada nove dias. O maior, sem dúvida, foi o Mundial de Basquete. Somente em 2015, 38 atletas serviram a Seleção Brasileira. Conseguimos, em três anos, passar de R$ 19 milhões em despesas para R$ 2 milhões em receitas. O esporte olímpico é, hoje, auto suficiente. Não só em pagamento de salários, mas em investimentos na parte estrutural. Os três ginásios estão remodelados e estamos inaugurando em breve a piscina Myrtha, a mais moderna do mundo. Investimos R$ 15 milhões em equipamentos nestes três anos - disse Póvoa.

Os três reforços apresentados se mostraram extremamente felizes de vestir a camisa rubro-negra. O armador Ronald Ramon, da República Dominicana, deve estrear nesta quarta-feira, contra o Bauru, no Tijuca Tênis Clube, pela NBB. O oposto Jardel tem estreia prevista para dia 20, contra o Botafogo, na Gávea, pela Superliga B. Por fim, Luiz Altamir, medalha de ouro no Pan do ano passado, pelo revezamento 4x200m livre, está confirmado nas Olimpíadas, na modalidade 400m livre. A partir do mês que vem, poderá treinar na piscina mais moderna do mundo, a Myrtha. A obra está na fase final.