Flamengo protesto

Torcida protesta contra a má fase do Flamengo no Campeonato Brasileiro (Foto: Vivi Mariano/Twitter)

Pedro Barboza
07/11/2015
12:44
Rio de Janeiro

Ainda faltam seis rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro, mas uma parte da torcida não se conteve e foi até à Gávea para protestar com gritos e fogos de artifício, na manhã deste sábado, enquanto o time treinava no Ninho do Urubu. A segurança e o policiamento foram reforçados na sede.

Cerca de 40 rubro-negros de uma facção organizada estenderam uma faixa na frente da portaria principal e entoaram gritos de ofensa ao time, que ocupa a 11ª colocação no Campeonato Brasileiro, além de gritos contra a gestão do presidente Eduardo Bandeira de Mello. A faixa estendida tinha o dizer: "Indignação". Mas o alvo principal do protesto foi por conta da situação da equipe na temporada. Gritos de "time sem vergonha", "queremos time" foram ensaiados pelos torcedores.

Mesmo com os gritos hostis, a ação promovida neste sábado foi pacífica, até por conta da chegada de policiais militares do Batalhão do Leblon, que fica próximo ao clube. Vale destacar que as eleições no Flamengo acontecem no dia 7 de dezembro, para saber qual será o presidente para o próximo triênio.

Recentemente, por conta da sequência de resultados negativos, parte dos muros da Gávea foram vandalizados com pichações contra o time, depois do revés contra o Corinthians. A ação aconteceu na madrugada. Neste mesmo dia, os jogadores foram hostilizados por um grupo de torcedores no voo de volta ao Rio de Janeiro.

Com 44 pontos, o Flamengo ocupa a 11ª colocação no Brasileirão e enfrenta o Goiás, neste domingo, às 17h, no Maracanã.