RADAR / LANCE!
29/06/2016
14:31
Rio de Janeiro (RJ)

O longo impasse em torno da negociação de Hernane ao Al Nassr  chegou a um desfecho nesta quarta-feira. A Corte Arbitral do Esporte (CAS) sacramentou que o clube árabe terá de desembolsar 3,1 milhões de euros (cerca de R$ 11 milhões) ao Flamengo, referentes ao pagamento da primeira parcela da venda do atacante, ocorrida em 2014. Ainda cabe recurso da decisão.

Após avaliar a primeira decisão, a CAS fará julgamento sobre o restante do valor que o Al Nassr pagou para tirar o Brocador do Rubro-Negro. Em entrevista ao UOL, o vice-presidente jurídico do clube da Gávea, Flávio Willeman, detalhou como seguirá a situação judicial:

- A CAS deu ganho de causa para a primeira parcela. Os árabes têm 30 dias para pagar. O Flamengo também obteve êxito em cima das outras duas parcelas, mas houve recurso. No entanto, o processo é idêntico. Em breve teremos a execução dos valores.

O Rubro-Negro concretizou a negociação em 2014 por 6 milhões de euros (cerca de R$ 21 milhões). Xodó do clube, Hernane Brocador voltou ao Brasil no ano passado. Após uma passagem apagada no Sport, o atacante defende o Bahia.