Eduardo Bandeira de Mello, presidente do Flamengo (Foto: Igor Siqueira)
Paulo Victor Reis
07/01/2016
17:14
Rio de Janeiro (RJ)

O Maracanã tem o futuro incerto neste ano, mas o Flamengo já se colocou como interessado em assumir a gestão do estádio. O presidente rubro-negro, Eduardo Bandeira de Mello, concedeu entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira, na Gávea, e admitiu interesse no Templo do Futebol.

- Temos plenas condições de assumir o Maracanã, mas temos que aguardar a definição do marco regulatório. A partir do momento em que o poder concedente, que é o estado do Rio, definir quais serão as regras do jogo, o Flamengo com certeza estará presente como protagonista, de uma forma ou de outra. Não depende da gente, vamos aguardar as regras do jogo. O Flamengo estará habilitado a participar do processo de gestão do Maracanã - disse o mandatário.

O clube, porém, ainda não tem uma definição sobre qual será a casa rubro-negra nesta temporada, já que não poderá contar com o Maracanã devido aos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos.

- Ainda não existe a definição precisa (sobre onde jogar). Não poderemos jogar no Maracanã, nem no Estádio Nilton Santos, estamos avaliando isso. Muito em breve vocês poderão ter essa informação - disse.

O presidente rubro-negro não descartou jogar em Volta Redonda e Macaé e deixou no ar uma possibilidade de que o clube mande jogos em outros estados.

- Volta Redonda e Macaé não estão descartados, talvez outros estados no Rio e grande Rio. É possível que façamos jogos fora do Rio, no Castelão, Brasília, Manaus, Vitória... Onde o Flamengo vai, ele se sente em casa - afirmou.